Viúva de sargento assassinado tem prisão preventiva decretada

 

A faxineira Rita de Cássia da Silva, 48, viúva do sargento aposentado Cícero Carvalho, 53, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Dhoje Interior

Ela é acusada de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) da vítima, que foi encontrada ensanguentada, com ferimento na cabeça e enrolada em um lençol na própria cama, na Vila Goyos.

O crime aconteceu em outubro do ano passado. Levado ao HB, o policial não resistiu e morreu.

Na ocasião, Rita alegou que encontrou o marido ferido ao voltar de uma farmácia. Ela declarou que viu dois desconhecidos nas imediações da casa e que os seguiu até perdê-los de vista.

Disse ainda que ao descobrir Carvalho ferido percebeu o sumiço da arma da vítima e do dinheiro de aluguel.

Para o delegado Wander Solgon, da DIG, há várias contradições no depoimento da suspeita, que teria mentido para atrapalhar as diligências.

Daniele JAMMAL