Vetos a projeto do Auxílio-Atleta e vagas em creches são derrubados por unanimidade

Vereadores derrubaram dois vetos do prefeito Edinho Araújo na sessão desta terça (Foto: Sergio Sampaio)

Dois vetos que estavam na ordem do dia da sessão ordinária desta terça-feira (2) da Câmara de Rio Preto foram derrubados por unanimidade pelos vereadores.

O primeiro veto derrubado foi ao projeto do vereador Paulo Pauléra (Progressistas) que possibilita que mães e pais trabalhadores possam garantir uma vaga em creche ou escola infantil em unidades de ensino que estejam próximas aos seus trabalho.

Dhoje Interior

Segundo o vereador Pauléra, a proposta pode ser atendida, pois teria conversa com técnicos da Educação sobre essa necessidade, outros vereadores se posicionaram também favoráveis e salientaram a importância dessa nova possibilidade.

“Seria uma segunda opção se não houver vagas próximas à residência da pessoa pode ser próxima ao emprego”, frisou o progressista.

O outro veto derrubado envolve a proposta do vereador Zé da Academia (Patriota) que dispõe sobre o pagamento do Auxílio-Atleta para os profissionais: professores, técnicos e atletas que atuam em Rio Preto. Uma emenda que consta no projeto possibilita a realização de aulas online.

O vereador autor disse que em outros municípios esses profissionais não deixaram de receber o auxílio mesmo durante da pandemia.

Um grupo de atletas, professores e técnicos acompanhou do lado de fora da Câmara toda a sessão até o momento da votação e derrubada de veto. Segundo vários manifestantes, cerca de 70% das pessoas têm apenas este emprego e precisam deste ganho para sobreviver. Ao todo, são cerca de 230 pessoas entre professores, atletas e técnicos.

Sessão – dos projetos que contavam na pauta de votação dois projetos de lei tiveram o mérito aprovado. Um deles de autoria do vereador Jean Dornelas (MDB) que dispõe sobre a instalação de lombadas eletrônicas nos locais onde existem radares e outro do vereador Pedro Roberto (Patriota) que declara utilidade pública Associação Rio-pretense Católica, dois outros projetos tiveram pedido de vista por seus autores e projeto de resolução da Mesa Diretora que institui a Medalha do Mérito Esportivo foi aprovada pelo mérito também.

Por Sergio Sampaio