Vereadores devem manter 19 vetos de Edinho e rejeitar projeto que reduz número de cadeiras na Câmara, afirma Pauléra

Na pauta de hoje, há 19 vetos do prefeito Edinho Araújo que devem ser acatados pro questões de legalidade

Vereadoras da Câmara Municipal de Rio Preto votam, nesta terça-feira (17), 42 itens, durante as últimas sessões ordinária e extraordinária deste ano. Nas pautas estão 23 projetos e 19 vetos do Executivo.

Sobre os vetos do Executivo, o presidente da Câmara, Paulo Pauléra (Progressistas), afirmou que devem ser acatados os vetos do prefeito. “Temos todos esses projetos para votar, são 19 vetos do prefeito e há uma concordância por parte dos vereadores para acatá-los, porque são projetos que não vão prosperar por questões de legalidade”.

Dhoje Interior

Entre os projetos de lei o mais polêmico é de autoria do vereador Fábio Marcondes (PL), que pretende reduzir o número de cadeiras no Legislativo.

“O que deve gerar um pouco mais de discussão é o projeto de diminuição dos vereadores. A gente está acompanhando. Não sei qual será a reação, mas a impressão é que esse projeto não deve prosperar”, afirmou Pauléra.

Ele acrescentou ainda que os demais projetos do Executivo devem ser votados em regime de urgência para encerrar o ano. As últimas sessões acontecem nesta terça-feira, os vereadores encerram as atividades no próximo dia 20 de dezembro e retornam com a 1ª sessão ordinária, de 2020, no dia 4 de fevereiro.

“As sessões ordinárias terão início em fevereiro, a não que o prefeito solicite uma extraordinária, caso contrário a data será mantida”, finalizou Pauléra.

Por Mariane Dias