Telemedicina é nova ‘arma’ para escapar das filas em UBSs

Em Rio Preto, mais cerca de 37 mil usuários do serviço foram atendidos na rede municipal de Saúde

 

Numa das possibilidades de amenizar a superlotação pela qual passam as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) a Secretaria de Saúde de Rio Preto tem uma arma que o paciente pode usar mais: a Telemedicina.

Bastante utilizada durante a pandemia, desde quando foi implantada, atendeu 37 mil pessoas. O agendamento pode ser feito nos telefones 0800 7722 123 e 0800 77 05870.

As teleconsultas são destinadas a consultas multiprofissionais, realizar pedidos de exames e receber receitas. E elas podem ser usadas por todos os usuários da rede. Incluindo quem apresenta sintomas de doenças respiratórias.

Os agendamentos são de segundas-feiras às sextas-feiras das 7h às 16h e as consultas das 7h às 22h, diariamente. Embora tenha sido usada durante a pandemia, foi regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) dia 5 de maio.

Seu uso se deu mais intensamente durante a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional do Ministério da Saúde, em abril passado, devido ao distanciamento social e a sobrecarga no sistema de Saúde.

Projeto da deputada Adriana Ventura, que ainda aguarda posicionamento do Senado, regula a telemedicina em todo o Brasil. A proposta é difundir a prática em todo o país, mesmo após a crise com o coronavírus.

A regulamentação feita pelo CFM quanto o projeto da deputada converge para o mesmo objetivo e atribui apenas ao órgão regulador da medicina no Brasil a competência de regular o procedimento. O que foi feito e o serviço está à disposição de quem não quer ficar esperando numa UBS.

Da REPORTAGEM.