Tapeceiro bate em viatura da PM e é detido por embriaguez e dirigir sem CNH

Um tapeceiro, de 39 anos, foi preso após transitar pela contramão da rua Paschoal Descrecenzo, no Jardim Itapema, na madrugada desta segunda-feira (15), em Rio Preto. O homem, que dirigia sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e apresentava sinais de embriaguez, bateu em uma viatura da Polícia Militar.

Segundo o boletim de ocorrência, os policiais faziam patrulhamento de rotina pela via na faixa da direita, sentido DIG – Solo Sagrado, quando o motorista de um Volkswagen Gol, seguia no sentido contrário – na contramão. O policial que dirigia a Palio Weekend, tentou desviar, porém o Gol bateu na lateral da viatura. Ninguém se feriu.

Dhoje Interior

Os policiais notaram que o tapeceiro apresentava capacidade motora alterada em razão da influência de álcool, além de fala pastosa, forte odor etílico e vermelhidão nos olhos. Aos policiais, ele confessou a ingestão de bebida alcoólica. O tapeceiro disse ainda que não viu a viatura porque teve sua atenção desviada em razão de estar vomitando dentro do carro.

O homem foi submetido ao exame do bafômetro, que apontou 0,74 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões – valor superior ao tolerado pelo Código Brasileiro de Trânsito (CTB), que prevê crime de trânsito o índice acima de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do bafômetro.

Levado à Central de Flagrantes, ele negou que estivesse embriagado e solicitou a contraprova. Submetido ao exame de sangue para confirmar ou não a embriaguez, o tapeceiro foi liberado.

Registrado como embriaguez ao volante e dirigir sem permissão ou habilitação, o caso será investigado pelo 4° Distrito Policial.

O porta-voz do 17º Batalhão da Polícia Militar de Rio Preto, o tenente Cláudio Ziroldo, estava na viatura atingida. “O policial tentou tirar e não conseguiu porque próximo havia uma caçamba. Ele (motorista do Gol) colidiu contra nós e continou, fomos atrás dele e conseguimos abordá-lo”, contou.

Por Tatiana PIRES – redação jornal DHoje Interior