Sindicância da Prefeitura apura servidores que recusaram vacina contra Covid-19

Secretário de Administração, Adilson Vedroni, responsável pela apuração do caso

A Prefeitura de Rio Preto abriu nesta semana sindicância interna para apurar ao menos 13 servidores públicos municipais que se recusaram a tomar vacina contra a Covid-19. A informação foi confirmada pelo secretário de administração do governo Adilson Vedroni, que cuida do processo interno.

Os servidores não apresentaram comprovantes de que teriam sido vacinados, o que contraria entendimento estabelecido pelo prefeito Edinho nas dependências e espaços públicos, ainda durante a crise da pandemia na cidade.

Dhoje Interior

Segundo apurou o Dhoje Interior os 13 servidores já teriam apresentado suas explicações sobre a recusa da vacina e que um grupo da pasta da Saúde irá emitir posicionamento. Caso fique comprovado que a recusa se trata de motivações políticas, os servidores podem ser demitidos.

Ainda não há prazo oficial para conclusão da sindicância.

Raphael Ferrari – Dhoje Interior