SEM TRAÇÃO ANIMAL: Câmara aprova projeto de Lei que proíbe carroceiros em Rio Preto

Foto Thiago PASSOS

Foi aprovado por unanimidade, na sessão desta terça-feira (29), o projeto de Lei que proíbe uso de veículos movidos a tração animal em São José do Rio Preto. O PL é da vereadora Cláudia De Giuli (PMB) e levou dezenas de protetoras de animais ao plenário da
Câmara Municipal.

O vereador José Carlos Marinho (PSB) até pediu vistas (adiamento) da votação do projeto por cinco sessões, alegando que precisava de mais informações a respeito do projeto, mas,
sob vaias e com a explicação do vereador Renato Pupo (PSD), retirou o pedido e votou favorável ao projeto.

Dhoje Interior

“É um dia muito feliz e a única coisa que consigo pensar neste momento é que os animais que, antes seriam abandonados depois de quase mortos de cansaço de tanto trabalhar, agora terão vidas dignas. Fui eleita por uma causa e vou até o último dia de meu mandato
sob essa bandeira”, disparou a vereadora.

O projeto deve ser sancionado pelo prefeito Edinho Araújo (MDB) e entra em vigor 365 dias após sua publicação. Ou seja, somente em 2021 a Lei deve passar a valer, tempo pedido para que os carroceiros possam se organizar.

OUTRAS APROVAÇÕES

Também foram aprovados outros projetos, como o do vereador Anderson Branco (PL) que pede que seja instituído no calendário oficial do Município de Rio Preto, o ‘Dia de Oração
pelas Autoridades’.

Do vereador Renato Pupo, aprovado o projeto de resolução que dispõe sobre a Concessão de Honrarias. Além dele, do vereador Fábio Marcondes (PL), também teve seu projeto
sobre a instituição do Código Tributário Municipal aprovado. Antes de aprovar este projeto, os vereadores derrubaram o parecer do jurídico.

 

Por Ygor ANDRADE