Sem profissionais, Saúde adia abertura de 30 novos leitos

Secretário Aldenis Borim: dificuldade para contratação de médicos

Devido a falta de funcionários, entre eles médicos e enfermeiros, a Secretaria de Saúde de Rio Preto adiou a abertura de 30 novos leitos na Unidade do Fraternidade. Inicialmente as novas vagas estariam prontas para receber pacientes a partir da próxima segunda-feira, 16, mas segue sem data.

Ao Dhoje Interior a pasta admitiu que ainda estão sendo finalizadas as contratações dos trabalhadores e que a abertura dos leitos deve ocorrer na próxima semana.

Dhoje Interior

“A previsão para abertura da Unidade de Internação do Fraternidade é na próxima semana, ainda sem data definida. No momento, estão sendo finalizadas as contratações dos trabalhadores da saúde que, sendo que a estrutura já está pronta. Os trabalhadores da saúde aprovados no concurso ainda estão no prazo para entrega dos documentos e não tomaram posse. Hoje, estamos com 82 internados nas UPAS”, afirmou por meio de nota.

A abertura dos 30 leitos no Fraternidade consta no pacote anunciada pelo prefeito Edinho Araújo (MDB) de aumentar a oferta com mais de 60 leitos, tanto na UBS como na Santa Casa e Hospital de Base.

Mais médicos

A Prefeitura corre contra o tempo para contratar 100 aprovados em concurso público para várias funções dentro da pasta da Saúde. O governo aguarda a fase de aprovação dos documentos. Inicialmente serão 32 nomes para agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde.

Já a segunda publicação é para convocação de outros 67 aprovados em concurso realizado em 2019 para cargos na Secretaria de Saúde, que inclui médicos e enfermeiros, entre outros.

Os concursos estavam suspensos devido ao período de pandemia que impediu as prefeituras de realizarem novas contratações. As homologações ocorreram no mês passado. O próprio secretário de Saúde Aldenis Borim admitiu que a pasta tem encontrado dificuldades para conratar médicos, de diversas especialidades.

Raphael Ferrari – Dhoje Interior