SAÚDE VASCULAR – Benefícios do tratamento de varizes com laser transdérmico

O número de pessoas que se queixam de dores nas pernas e inchaço tem aumentado nos últimos anos. Na maior parte das vezes, estes sintomas são decorrentes da presença de varizes nos membros inferiores, que podem se manifestar graças aos fatores de risco para doença venosa, tais como, herança familiar, uso de medicações contraceptivas, gravidez e puerpério, sedentarismo, ortostatismo prolongado durante o trabalho e antecedente de trombose venosa.

Desde sintomas leves até quadros avançados com dermatite, eczema e úlceras venosas, as varizes acometem aproximadamente 40% a 50% da nossa população e não representam apenas um problema de caráter estético. Complicações indesejáveis, como úlceras venosas, sangramentos e dermatite podem ocorrer se a doença venosa for prolongada.

Já foi comprovado o caráter inflamatório da doença varicosa, fato que aumenta o risco de recorrência dos sintomas e piora do quadro clínico da doença venosa com o passar dos anos. Flebite e trombose venosa são intercorrências que podem ser observadas naqueles pacientes resistentes ao tratamento clínico e, dependendo do caso, nos indivíduos com doença avançada que postergam o tratamento cirúrgico.

É importante ressaltar mais uma vez que os principais fatores de risco para o desenvolvimento de varizes nos membros inferiores são histórico familiar, sobrepeso, obesidade, uso de anticoncepcionais orais, gravidez, puerpério, sedentarismo e atividades que exigem longos períodos em posição ortostática. Portanto, o surgimento de varizes e vasinhos é esperado ao longo dos anos. Estima-se que o risco de uma pessoa evoluir com varizes é quatro a sete vezes maior se houver histórico de doença venosa em familiares próximos.

Por ser uma doença que prejudica a qualidade de vida, afastando do trabalho e reduzindo a autoestima do paciente, as varizes devem ser tratadas assim que surgirem sintomas ou que sejam identificadas veias dilatadas e tortuosas nos membros inferiores. Dores nas pernas, inchaço e sensação de peso e cansaço constituem os principais sintomas associados a presença de varizes.

Dentre as opções terapêuticas disponíveis hoje, o laser transdérmico destaca-se pela modernidade, pela eficácia e pela durabilidade no tratamento dos vasinhos e das microvarizes. Com o advento da tecnologia a laser, é possível em alguns casos substituir o tratamento cirúrgico convencional, oferecendo ao paciente uma opção terapêutica menos invasiva e realizada no próprio consultório do cirurgião vascular.

O sucesso do tratamento de vasinhos e microvarizes com laser transdérmico, entretanto, depende do adequado planejamento terapêutico, com auxílio do doppler vascular, instrumento útil na análise minuciosa dos sistemas venosos superficiais e profundo e de suas comunicações.

Se você ainda não conhece as vantagens do laser transdérmico, procure seu cirurgião vascular e solicite informações a respeito desta tecnologia moderna, que hoje tem sido utilizada como primeira opção no tratamento estético de varizes. Abaixo destaco alguns benefícios do laser transdérmico:

  1. Pode ser realizado no consultório médico
  2. Não exige internação hospitalar
  3. Não exige preparo específico pré-tratamento
  4. Não exige repouso pós-tratamento
  5. Pode ser realizado sem anestesia
  6. Agrega diversas tecnologias durante o tratamento
  7. Permite terapia combinada, aumentando a eficácia do tratamento

Para mais informações sobre o laser transdérmico, acesse o site www.drsthefanovascular.com.br.

*Doutor em Pesquisa em Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especialista nas áreas de Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e coordenador do curso de Medicina da União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago)