SAÚDE ODONTO – Erosão Dentária

O dente possui três camadas, sendo o mais extremo delas, o esmalte dentário funciona como uma espécie de proteção ao elemento dental.

Quando essa camada protetora (esmalte) é desgastada chegamos à dentina e assim o paciente começa a se queixar de sensibilidade.

Dhoje Interior

A erosão dentária causa perda de estrutura resultante de um processo químico pela ação de ácidos, sem envolvimento bacteriano.

A erosão dentária pode ser extrínseca ou intrínseca.

A erosão dentária extrínseca é causada por fatores externos como consumos de alimentos e bebidas ácidas ou até mesmo uso de medicamentos.

Já a erosão dentária intrínseca ocorre devido à ação de ácido gástrico na cavidade oral.

O profissional depois que identifica deverá investigar se a regem é extrínseca ou intrínseca (dueto muito ácido).

Muitos pacientes com erosão dentária sentem sensibilidade devido à camada de proteção (esmalte) ser desgastada chegando à dentina. A cor dos dentes se torna mais amarelada, já que a dentina possui essa cor.

O formato dentário é modificado pela erosão deixando a superfície áspera.

As causas da erosão dentária são várias: Os principais agressores são o gástrico (presentes por reflexo) e alimentos que contribuem para que o PH da boca se torne muito ácido (consumo excessivo de refrigerantes e açúcares).

As desordens alimentares como refluxo gástrico, anorexia, bulimia e doença oral crônica.

Vale ressaltar que escovação errada e escova dura com muita força também poderá causar erosão dentária.

Esse problema atinge a dentição permanente e a dentição de leite.

A forma de tratamento é variável se a doença estiver em um estágio inicial, medidas mais simples devem ser tomadas pelo cirurgião dentista como restaurações com resina. Entretanto se o problema tiver evoluindo e estiver comprometendo a cavidade oral, o tratamento se resume a confecção de coroas, facetas e lentes de contato.

Dra. Fernanda F. Lupino e Dra. Ana Cristina R. Matos