Saúde já imunizou 180 moradores de rua contra Covid-19

A Secretaria de Saúde de Rio Preto, por meio das equipes dos Consultórios de Rua, imunizou cerca de 180 moradores em situação de rua, de 18 a 59 anos, contra a Covid-19. Segundo os dados do Vacinômetro, a cidade já aplicou 218.310 doses, imunizando 145.485 pessoas com pelo menos a primeira.

Segundo o levantamento realizado pela Secretaria de Assistência Social, o município contava no primeiro trimestre deste ano 496 moradores de rua (que utilizam a rua como sustento e moradia) e 343 usuários flutuantes (pessoas que passam pela cidade em busca de tratamento na saúde ou de trabalho, mas que não permanecem, intercalando em casa e rua).

Dhoje Interior

“Temos duas equipes móveis do Consultório de Rua, sendo uma no Centro e outra mais para a Zona Norte. Com base nos cadastros que temos, conseguimos estar imunizando os moradores em situação de rua com comorbidades”, destacou a coordenadora de apoio institucional, Amêna Alcantara Ferraz.

O Programa Consultório de Rua, vinculado ao Departamento de Atenção Básica, percorre as ruas da cidade para atender, principalmente, a população em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é levar atendimento médico a moradores de rua, usuários de drogas, proporcionando o acesso aos serviços de saúde da rede pública e até mesmo a reinserção na sociedade.

Nova etapa

A partir desta quinta-feira (10) a Campanha de Vacinação contra a Covid- 19 passa a incluir gestantes e puérperas sem comorbidades. Até agora, estavam sendo vacinadas apenas as que tinham algum fator de risco.

Para vacinar esse grupo, o estado enviou 3.210 doses da vacina Coronavac, que serão aplicadas somente nas unidades de saúde e equipamentos públicos, das 8h às 14h. Os endereços podem ser conferidos em: www.riopreto.sp.gov.br/mapavacinas.

Para receber a dose, é necessário apresentar documento de identificação com foto e CPF e comprovação da gravidez com carteira de acompanhamento e/ou cartão pré-natal ou laudo médico. Puérperas (até com 45 dias após o parto) devem levar a declaração de nascimento da criança. Para otimizar o tempo de espera na fila, pode-se preencher antecipadamente o cadastro do Vacina Já no portal www.vacinaja.sp.gov.br.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior