SAÚDE FISIO – Fibromialgia: o coração sente, todo o corpo dói!

Projeto de Lei 4399/19 inclui a fibromialgia no rol das doenças dispensadas de carência para o recebimento de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez, benefícios pagos aos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Dor e fraqueza muscular generalizada compõem o dia a dia de quem possui esta patologia.

Dhoje Interior

Pacientes que procuram o tratamento de fisioterapia com esta patologia , geralmente são aqueles que junto a dor física apresentam  problemas emocionais sem solução aparente para eles . No meu dia a dia os tratamentos realizados tem surtido efeito , quando além da parte motora , que são as dores musculares e nas articulações,realizo tratamentos na parte neural , como mobilização , relaxamento e aumento de amplitude . Somente tratar os músculos , articulações ou fáscias com junção ósseas não surte um efeito eficaz , ao longo dos anos através da experiência do dia a dia constatei que a maioria das pessoas com fibromialgia sentem  um grande desconforto quando são tocadas nas regiões neurais e nos “pontos gatilhos” da dor muscular . Aumentando significativamente o grau de dor , sendo em queimação e até aparecendo edemas ( inchaços ) após até mesmo uma leve liberação miofascial . Este sintoma de dor  dura em média 36 horas após o tratamento realizado . Por isso o paciente de fibromialgia tem aversão a toques e liberações miofasciais , pois , sentem dores inflamatórias ! Em função disso o paciente portador de fibromialgia não pode ser tocado com movimentos rápidos e pressão média , somente pressão suave o que dificulta muito os tratamentos manuais , pois , a dor é intensa e está relacionada diretamente ao emocional , alem das dores sente mal estar geral , as vezes ânsia de vômito e até chega chorar .

Habitualmente, o paciente tem dificuldade de definir quando começou a dor, se ela começou de maneira localizada que depois se generalizou ou que já começou no corpo todo. A maioria sente dor intensa  no final do dia, mas pode haver também pela manhã.

Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dor de cabeça, depressão e ansiedade.

De cada 10 pacientes com fibromialgia, sete a nove são mulheres. Não se sabe a razão porque isto acontece. Não parece haver uma relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres tanto antes quanto depois da menopausa.

As causas da fibromialgia ainda são desconhecidas, mas existem fatores associados:

1)Genética: fibromialgia é muito recorrente em pessoas da mesma família, o que pode ser um indicador de que existem algumas mutações genéticas capazes de causar a síndrome

2)Infecções por vírus e doenças autoimunes também podem estar envolvidas nas causas da fibromialgia

3)Distúrbios do sono ,sedentarismo, ansiedade e depressão também podem estar ligados de alguma forma à síndrome

4)Trauma físico ou emocional: a fibromialgia às vezes pode ser desencadeado após acidentes com a própria pessoa ou com algum parente próximo .

5)Traumas mentais : relacionada a acontecimentos onde a pessoa não consegue se ver livre do problema , é um misto de insatisfação e necessidade de saber sobre o que fere seu emocional .

Para aliviar os sintomas , seja dor física, emocional ou psicológica, para controlar esse problema e diminuir os efeitos das dores : Alimentação equilibrada , cortar cigarro e o excesso de álcool, fazer exercícios, ter um acompanhamento com profissional especialista . Cuidar do corpo e da mente!

Dra. Sílvia Batista – educadora , fisioterapeuta, especialista de coluna vertebral e gestora do projeto Low carb nutrição inteligente e evolução pessoa, criadora do método 3D de massagem Brasil / Paris.
@silviabatistafisiodancer
@low_carboficiall
@espacoanaJoaosaude