Saudades e homenagens marcam velório de Yolanda Bassitt

Saudades e homenagens a uma das mulheres mais visionárias e empreendedoras da cidade marcaram a despedida da primeira presidente mulher do grupo Rotary Club Rio Preto e presidente da indústria de suco concentrado Bascitrus

O velório da empresária Yolanda Bassitt foi realizado durante toda a quarta-feira (15) e o corpo foi sepultado no início da tarde de quinta-feira (16), no cemitério Jardim da Paz, em Rio Preto. Yolanda morreu de parada cardíaca, aos 85 anos, depois de ser submetida a uma cirurgia para retirada de um aneurisma na aorta.

Saudades e homenagens a uma das mulheres mais visionárias e empreendedoras da cidade marcaram a despedida da primeira presidente mulher do grupo Rotary Club Rio Preto e presidente da indústria de suco concentrado Bascitrus.

Dhoje Interior

O amigo e colunista social, Waldner Lui falou sobre as homenagens à Yolanda. “Entre os presentes, eu me comovi com a linda homenagem feita pelo prefeito Edinho Araújo. Não esperávamos que ele falasse, mas ele foi assertivo no discurso. Falou sobre a grande mulher e pioneira cidadã rio-pretense e tudo de bom que ela trouxe e fez pela cidade”, comentou.

Yolanda deixa cinco filhos Carmen, Cíntia, Cláudia, Cristina e Allin, 13 netos e um bisneto. A família não quis comentar a perda da matriarca.

“Ela era muito próxima da minha mãe. Depois que ela morreu, a Yolanda se tornou uma mãe pra mim. A tristeza que sinto é de como se fosse me despedir de alguém da família. Considero a Yolanda a maior liderança política e empresarial de todo o interior paulista. A maior prova disso é que ela era respeitada por todos os partidos políticos. Enfim, era uma mulher a frente do seu tempo, com muita personalidade e com uma história de vida incrível. Vai fazer muita falta”, afirma Liszt Abdala.

Entre os feitos de Yolanda, foi a primeira presidente da Acirp de Rio Preto, de 1994 a 1998; 1ª vice-presidente de 1991 a 1994 e 3ª vice-presidente de 1988 a 1991. Foi a primeira e única mulher que esteve à frente da exposição agropecuária da cidade. Idealizou e implantou a Feira de Negócios e Turismo (Finetur) e a Roda de Negócios de Âmbito Internacional a partir de 1995, uma feira que era voltava para o Mercosul e trouxe para a cidade 19 países na época.

A Prefeitura de Rio Preto decretou luto oficial por três dias em sua memória.

 

Por Bia MENEGILDO