Saiba as diferentes regras para supermercados, mercearias e lanchonetes

A partir de segunda-feira (29) algumas flexibilizações entram em vigor. Os supermercados, mercearias, lanchonetes e cada um dos seus similares possuem regras diferentes de funcionamento durante este período de três dias.

Super e Hipermercados

Dhoje Interior

Obrigatoriamente estes estabelecimentos deverão funcionar das 6h às 23h e estão permitidos funcionar 24h, caso algum proprietário opte por isso. O objetivo da Prefeitura é evitar a aglomeração, por isso, ampliou o horário de funcionamento.

Mesmo com a abertura destes estabelecimentos para atendimento ao público, de acordo com o anexo do decreto, todos eles também deverão manter o serviço de delivery, até porque, está proibido qualquer tipo de acompanhante durante às compras, sejam eles idosos ou crianças. “Se o consumidor não tiver com quem deixar o filho pequeno, deverá optar pelo delivery”, explicou Mirian Wowk, gerente da Vigilância Sanitária.

A comercialização de produtos que não considerados essenciais, como vestuário, eletrodoméstico, eletroeletrônico e bebidas alcoólicas, está proibida. Assim como a entrega destes produtos também, sobre pena de autuação e apreensão da mercadoria.

Essa autuação também é valida no caso do descumprimento da ordem de ir até ao estabelecimento sozinho. O acompanhante poderá ser autuado no valor de R$1.259,00.

O limite máximo de pessoas é de 20% e esta informação deverá ficar muito clara ao público, como uma informação visível de quantas pessoas têm no momento e quantas podem ter.

Não é permitido a propaganda, o anúncio de ofertas e promoções. O estabelecimento pode até adotar essas medidas, mas elas não podem ser divulgadas para não incentivar a aglomeração.

Os supermercados precisam estar estruturados com colaboradores orientando e anunciando para os clientes manterem o distanciamento, o uso da máscara, álcool em gel e luvas descartáveis no setor de hortifruti.

Está proibida qualquer tipo de aglomeração na entrada; auto serviço (self-service) de produtos que requerem uso de utensílios de uso comum (pegadores) e disponibilização de alimentos para degustação.

Os supermercados deverão disponibilizar apenas uma única entrada aos clientes e com controle rígido de senhas. Se estas senhas forem reutilizáveis, deverão ser higienizadas após o uso. Os estacionamentos não poderão ultrapassar o limite de 50% do uso das vagas disponíveis.

Os corredores deverão ter “mãos de direção” para acesso e circulação de pessoas, inclusive funcionários e a disponibilização dos produtos deverá ser preferencialmente já embalados, principalmente itens de açougue, padaria, frios e hortifrutigranjeiros.

Mini-mercados, Mercearias e similares

Mini-mercados, mercearias, armazéns, padarias, confeitarias, laticício, frios, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, lojas de conveniência e similares, estão permitidos funcionar das 6h às 20h, somente por delivery ou drive thru. Não é permitido atendimento presencial para estes estabelecimentos citados acima.

Se o estabelecimento não tiver estrutura de drive thru, poderá fazer o take away (entrega) sem que o consumidor adentro à loja.

Restaurantes e similares

Restaurantes, lanchonetes, casas de chá, casas de suco e similares, têm as atividades permitidas para delivery ou drive thru, sem opção de take away. Horário de funcionamento para eles é das 6h às 23h.

Por Andressa ZAFALON