Rio Preto: Toque de recolher a partir de hoje fecha supermercado às 20h

A prefeitura de Rio Preto divulgou no final da tarde desta sexta-feira as alterações no decreto municipal que endureceram as regras para conter a Covid-19 e divulgadas no início da semana, para adequar a norma municipal as determinações do Plano São Paulo do governo do estado. O anúncio foi realizado pelo procurador Geral do Município, Luis Roberto Thiese.

“Dentre as modificações algumas são importantes, como mercados, hipermercados e lojas de conveniência fecharão as 20h, tendo em vista que o plano São Paulo solicita que todos fiquem em casa das 20h até as 5h da manhã, portanto nesse período, mesmo aqueles que permaneciam abertos precisarão ficar fechados”, afirmou.

Dhoje Interior

Apenas serviços de saúde, farmácias, postos de combustíveis, lojas de conveniências automatizadas, serviços de hospedagem em hotéis podem atender o público, transporte rodoviário, motoristas de aplicativos, transporte aéreo e atividades veterinárias podem funcionar durante 24 horas.

Já o horário de funcionamento de hipermercados, supermercados e padarias será das 6h às 20h, sendo reduzido em duas horas para atender a determinação do toque de recolher do governo do estado. Enquanto que os açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, petshops tiveram os horários ampliados, passando a atuar entre 6h e 20h, podendo inclusive atuar em delivery e entrega nos veículos após o período.

Restaurantes, lanchonetes e serviços ambulantes de alimentação também tiveram o horário ampliado, podendo funcionar das 6h às 20h apenas para retirada no local, delivery e entrega nos veículos, após esse período apenas para entrega, após as 18h os estabelecimentos só podem manter as atividades internas com entrega em domicilio ou nos veiculos. As demais atividades essenciais, bem como as igrejas só poderão funcionar das 6h às 20h

As atividades não essências, inclusive academias e salão de beleza elas não podem fazer o atendimento presencial. O comércio pode funcionar das 8h às 18h com as atividades internas, entregas a domicilio e agora no sistema drive thru (entrega nos veículos).

A área de educação não ocorreu mudanças, educação infantil, fundamental e médio permanecem com as aulas e atividades presenciais com 35% dos alunos apenas, e educação superior na área da saúde mantem as atividades presenciais, enquanto que os demais cursos do ensino superior estão com atendimento presencial proibido.

Por Thiago PASSOS