Rio Preto fecha 1º semestre com 4.425 vagas de emprego geradas

O Ministério da Economia divulgou nesta sexta-feira (30) dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do mês de junho. Rio Preto mais uma vez registrou um saldo positivo, contabilizando 5.521 admissões e 4.664 desligamentos, gerando 857 novos empregos, um aumento de 37,12% em comparação com o mês de maio.

O resultado no mês de julho foi o terceiro melhor da cidade no ano, ficando atrás apenas de fevereiro (1.340) e janeiro (1.334). Desde abril, Rio Preto tem apresentado crescimento no número de empregos gerados. No total acumulado do ano, o município fechou o primeiro semestre com 32.599 contratações e 28.174 demissões, com 4.425 vagas de trabalho criadas.

Dhoje Interior

No mesmo período do ano passado, o município tinha uma situação totalmente oposta, com 24.076 admissões e 30.277 desligamentos, tendo um saldo negativo de 6.201 vagas perdidas.

”É um resultado extremamente positivo que tivemos neste mês de junho e com a vacinação prevista para ser concluída em agosto, as expectativas para o segundo semestre são as melhores possíveis, pois os estabelecimentos terão uma flexibilização cada vez maior nas restrições. Os últimos setores a serem contemplados, como de eventos, poderão iniciar a recuperação neste período”, comentou o economista José Mauro da Silva.

O setor de serviços lidera na geração de empregos, com 14.357 admissões e 12.216 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 2.141 vagas criadas. Comércio (964), Indústria (712), Construção (604) e Agropecuária (4) também apresentam índices positivos.

Segundo a Secretaria do Trabalho de Rio Preto, o número de vagas anunciadas no Balcão de Empregos também aumentou, refletindo a demanda por funcionário na cidade. No primeiro semestre deste ano, o Balcão  anunciou 5.070 vagas, 11% a mais que no mesmo período de 2020.

“Os dados do Caged revelam uma melhoria no cenário econômico, apesar dos desafios da pandemia de coronavírus. Certamente, o serviço do Balcão de Empregos é uma importante ferramenta de empregabilidade para esses resultados, uma vez que fazemos a ponte entre trabalhadores e empregadores”, afirmou a secretária do Trabalho e do Emprego, Márcia Caldas.

Em âmbito nacional, todos os estados do Brasil tiveram índices positivos e o país gerou 309.114 novos postos de trabalho, com 1.601.001 contratações e 1.291.887 desligamentos. No acumulado de 2021, o saldo positivo é de 1.536.717 novos trabalhadores no mercado formal.

Em todo o país, o salário médio de admissão em junho de 2021 foi de R$ 1.806,29. Comparado ao mês anterior, houve redução real de R$ 1,59 no salário médio de admissão, uma variação negativa de 0,09%.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior