Rio Preto é finalista em prêmio do TCE sobre sustentabilidade

Técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) estiveram nesta sexta-feira, 12, em Rio Preto, para avaliar os resultados do trabalho apresentado pela Prefeitura no Prêmio TCESP-ODS”, de boas práticas administrativas adotadas durante a pandemia da Covid-19, lançado pelo Observatório do Futuro. Participam da disputa somente projetos que incorporem os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, metas definidas pela ONU (Organização das Nações Unidas) para o crescimento econômico com inclusão social e proteção ao meio ambiente. Rio Preto é signatária dos ODS desde 2017.

Rio Preto participa por meio do Comitê de Retomada Econômica, criado em dezembro de 2020 pelo prefeito Edinho Araújo para propor medidas para estimular a recuperação da economia no pós-pandemia e que reúne 16 instituições da sociedade civil, poder público e universidades.

Dhoje Interior

O Comitê recebeu 84 propostas de ações para estimular a economia. Segundo o trabalho apresentado ao TCE, entre as metas apresentadas e alcançadas estão a Sala de Crédito da Acirp, a inclusão de 23 empresas no Parque Tecnológico, gerando mais de mil empregos diretos, a liberação de R$ 5 milhões por parte do Banco do Povo para micro e pequenos empresários de Rio Preto, cursos de capacitação profissional desenvolvidos pelo Sebrae e cooperativas, evento Cidades Inteligentes, paras debater iniciativas de uso maciço da tecnologia em diversas áreas, o Programa de Pagamento Incentivado (PPI), que arrecadou R$ 39,4 milhões, entre outras medidas.

O chefe técnico do Departamento de Fiscalização do TCE, Daniel Eustáquio da Silveira, e os agentes de fiscalização Reinaldo dos Santos Júnior e Nan Huei Chang Yamamoto, se reuniram com o vice-prefeito, secretário de Planejamento Estratégico e coordenador do Comitê de Retomada Econômica, Orlando Bolçone, o vice-presidente da Acirp e do Conselho Gestor do Partec, Gilberto Mariano, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Luis de Souza, do Trabalho, Adriana Romano, a consultora de negócios do Sebrae, Valéria Scott, a chefe de gabinete da secretaria de Planejamento, Márcia Silvério, o especialista em Desenvolvimento Social da secretaria de Planejamento, Wilian Meque, a assistente técnica da secretaria Juliana Silva  e técnicos da secretaria. O resultado do concurso sai no início de dezembro.

“Mostramos o que efetivamente foi feito em Rio Preto pela prefeitura e pela sociedade civil, em sintonia e em conjunto, para a retomada econômica, seguindo todas as diretrizes estabelecidas pela ONU para buscar a erradicação da pobreza, a inclusão social e o desenvolvimento sustentável”, disse Bolçone.

Da Redação