Rio Preto deve receber 7 mil doses de Coronavac, diz prefeito

Rio Preto receberá 7 mil doses de Coronavac nesta segunda-feira (18). A informação foi anunciada, nesta manhã, pelo prefeito Edinho Araújo durante a inauguração da Unidade de Internação Básica Covid-19, n prédio da UBS Luz da Esperança.

O Secretário de Saúde de Rio Preto Aldenis Albaneze Borim complementou o anúncio feito pelo prefeito. “Serão enviadasHospital de Base (HB). Agora a dúvida que ainda persiste é se essa quantidade de 7 mil será para a imunização na primeira e segunda dose ou se será 7 mil mais 7 mil doses. Acredito que seja 3.500 mais 3.500 por conta do momento em que estamos, pois ainda não há muitas doses . Ontem, o governo do Estado não terminou a grade para os municípios, mas assim que terminar eles vão nos fornecer a quantidade de doses”, diz.

Dhoje Interior

Segundo Borim, a quantidade ideal para essa primeira fase para Rio Preto é 21.500 mil doses para suprir a categoria dos trabalhadores da saúde, caso seja incluído pessoas acima de 75 anos, Rio Preto precisa de 36 mil doses da vacina para efetuar a imunização.

Questionado com relação à quantidade de vacina, a assessoria de Imprensa do Hospital de Base (HB) disse que o hospital não tem informação sobre o número de vacinas, pois é definido pelo Governo de SP, porém a expectativa é receber a vacina ainda nesta segunda-feira.

O prefeito informou ainda que, quarta-feira (20), chegarão mais doses em Rio Preto. “Ontem, após contatos que fiz com Secretários de Saúde é que chegarão as primeiras vacinas para a distribuição pela Secretaria da Saúde que vai imunizar também os profissionais que estão na linha de frente no combate ao Covid-19. Não sabemos a quantidade, pois ainda estão fazendo a grade, mas é o início, com certeza a demanda é imensa e a produção ainda ocorre aos poucos, não teremos ainda vacina para todos e vamos obedecer ao tempo e os critérios de imunização”.

Para os próximos meses, com relação à previsão do número de casos de Covid-19 em Rio Preto, o secretário disse apenas que houve um aumento a partir do dia 10 de janeiro. “Não sabemos ainda se será um pico ou se será uma segunda onda. O que todo o país está em dúvida é se esse aumento de casos se deve as festas de fim de ano, sendo um pico, que vem e abaixa logo o número de casos ou se é uma segunda onda”, analisa.

Quanto à fase laranja decretada na última sexta-feira (15), o prefeito disse que é um alerta e que é preciso que cada um faça a sua parte. “Vamos aguardar a vacina que é um importante passo para retomar a saúde, economia e a normalidade do dia a dia do brasileiro e do rio-pretense . A prefeitura de Rio Preto e a Secretaria da Saúde está preparada para a vacinação”, disse.

Com relação a ofensas entre o Governo do Estado e Ministério da Saúde, o prefeito disse que é preciso ter como foco a população. “Os órgãos públicos da esfera municipal, estadual e federal deve se preocupar em atingir o objetivo e distribuir as funções e administrar as competências. A vacina no Brasil sempre foi uma questão natural e realizada com competência, pois o Brasil tem infraestrutura pública que decorre do SUS que é um exemplo para o mundo”, finaliza.

Imunização

O governador do Estado, João Dória, e o prefeito Edinho Araújo acompanham amanhã, terça-feira (19), o início da vacinação contra a Covid 19 em profissionais de saúde no Hospital de Base de São José do Rio Preto. Após reunião virtual entre o vice-governador Rodrigo Garcia e o secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi, ficou definido que o início da vacinação será às 11 horas desta terça-feira.

Por Sue PETEK – Redação Jornal DHoje Interior