Rio Preto demite veteranos após polêmica envolvendo marmitas

O Rio Preto entra em campo nesta terça-feira (4) para enfrentar o Primavera em casa em meio a uma turbulência. Dentro de campo, a equipe não vence há cinco jogos e não marcou gol nas últimas três partidas, quando houve a retomada da Série A3 do Campeonato Paulista. Fora das quatro linhas, o Jacaré perdeu dois dos seus jogadores mais experientes após uma confusão envolvendo o jantar antes da partida da última terça-feira (27) contra o Bandeirante de Birigui.

Segundo o zagueiro Nino, o elenco foi convocado para se apresentar no estádio antes do jogo, onde seria servido o jantar aos jogadores às 18h. “Chegando lá nos deparamos com as marmitex na sacolinha dentro do vestiário para cada jogador e resolvemos ir embora. Nos negamos a participar disso, pois isso não é o futebol, isso é falta de respeito com o atleta. Em plena pandemia, com todos se cuidando, com esse vírus matando tantas pessoas e nós somos tratados assim”, afirmou.

Dhoje Interior

Após o episódio, Nino e o atacante Leandro Love deixaram o estádio Anísio Haddad e foram para suas respectivas casas. Segundo Nino, ele recebeu uma ligação depois informando que ele e Love foram demitidos por justa causa, sem haver contato com o presidente. “Não houve conversa com ele, é impossível os jogadores conversarem com ele. Eu conversei com outro atleta e até hoje eles continuam a mesma coisa, servindo marmita antes do jogo dentro do vestiário”, afirmou.

O presidente José Eduardo Rodrigues afirmou que os fiscais da Federação Paulista não autorizaram a abertura do refeitório para servir o jantar e que foi sugerido que os atletas jantassem em um local conhecido com “Cantinho do Jacaré”, onde há mesas ao ar livre. “Eles foram lá com a intenção de tumultuar, chegaram até tentar organizar um motim com outros atletas para fazer o Rio Preto perder por W.O. Foi uma traição e como houve o abandono de emprego, nós os demitimos por justa causa”, explicou Rodrigues.

Por nota, a diretoria do Jacaré acusa Nino e Love de agredir verbalmente vários funcionários e que o atacante teria dito “aqui eu não fico mais porque isso é várzea”. A nota ainda cita que os atletas quase brigaram com os outros jogadores que ficaram. “Não tem lugar para gente desse tipo no Rio Preto”, diz a nota.

Leandro Love negou que tenha organizado um movimento para que o Rio Preto não entrasse em campo contra o Bandeirante. “A gente simplesmente não achou certo e fomos pra casa, não conversamos com outros jogadores. Não é correto se alimentar dentro de um vestiário e por isso não entramos em campo”, comentou.

De acordo com o presidente, o Rio Preto já foi atrás de reforços para suprir a saída dos atletas. O atacante Billy é um dos novos contratados e poderá fazer sua estreia já nesta terça-feira. Outro reforço foi o jogador Gustavo, que estava no São Bernardo.

Ficha Técnica

Rio Preto x Primavera

Série A3 do Campeonato Paulista

Dia: 04/05

Horário: 20h

Local: Estádio Anísio Haddad – São José do Rio Preto

Transmissão: MyCujoo e Paulistão Play

Diretoria diz que sugeriu aos atletas que se alimentassem no Cantinho do Jacaré

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior