Resgate de animais em abrigo queimado une cem voluntários

Uma chácara que serve abrigo de animais do grupo Pamda (Protetores & Associados Mirassolenses em Defesa dos Animais) teve o terreno ameaçado pelas queimadas na região da Grota, em Mirassol, nesta quarta-feira (8). Graças a ajuda de voluntários, nenhum dos 52 animais do abrigo ficou ferido.

“O fogo já havia atingindo o pasto próximo do abrigo há alguns dias e foi se aproximando do terreno. Felizmente, mais 100 de voluntários vieram nos ajudar com baldes de água e também com o transporte para tirarmos os animais de lá”, contou a presidente do Pamda, Cristina Bozegno.

Dhoje Interior

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram enviados dois caminhões com seis homens para o local, além de caminhões pipas e retroescavadeiras. De acordo com Cristina, outras pessoas também ajudaram se oferecendo para ficar temporariamente com os animais. “É uma situação muito difícil, pois os cães ficam separados em grupos e se eles forem colocados todos no mesmo lugar pode haver briga. Algumas pessoa de disponibilizaram a ficar com alguns animais por um período de tempo até que possamos retornar para o abrigo”, afirmou.

Além dos animais do abrigo, coelhos também foram resgatados pelo Pamda. Uma veterinária também realizou uma consulta com os animais. “Alguns tiveram vômito e diarreia, outros ficaram bem estressados por conta de toda a situação, mas no geral nenhum ficou ferido”, informou.

O grupo Pamda conta com uma vaquinha online para a construção de um novo lar. Interessados podem colaborar com doações. A meta é conseguir arrecadar R$ 50 mil.

Abaixo o vídeo de uma voluntárias que decidiu abrigar temporariamente os animais:

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior