Região de Rio Preto libera 1.737 detentos em saída provisória

De hoje (14) até o dia 20 de setembro, 1737 detentos de Rio Preto e região que cumprem pena em regime semi aberto serão beneficiado com a saída temporária. O benefício começa às 6h de hoje e se estende até às 18h do dia 20.

São reeducandos que já cumpriram um sexto da pena total, no caso de réu primário, ou um quarto, no caso de reincidentes. Para ter direito à saída temporária todos precisam apresentar bom comportamento.

Dhoje Interior

Em Rio Preto, dos 1.615 favorecidos 1.572 são homens que estão detidos no Centro de Progressão Penitenciária e 43 são mulheres que estão detidas no Centro de Ressocialização Feminino.

Como a saída provisória é realizada em todo o Estado de São Paulo, municípios próximos de Rio Preto também estão beneficiando alguns detentos, assim, na penitenciária de Riolândia 32 detentos são favorecidos, no Centro de Detenção Provisória de Riolândia são 49 detentos, do Centro de Detenção Provisória de Icém são 40 detentos e no Centro de Detenção Provisória de Paulo de Faria uma pessoa foi beneficiada.

Em entrevista ao jornal DHoje, o Juiz Evandro Pelarin, responsável pela saída temporária na região, informou que dentre os detentos de Rio Preto 32 homens do CPP e 30 mulheres do CRF estarão utilizando tornozeleiras eletrônicas.

“Todos devem cumprir a saída temporária dentro dos limites previstos do endereço que declinaram para o beneficio. Caso forem flagrados cometendo crimes, a saída é imediatamente suspensa”, explicou o juiz.

Em nota a Polícia Militar informou que vai intensificar a fiscalização. “Em caso de saída temporária de detentos há um aumento significativo de efetivo operacional nas atividades de policiamento”, diz a nota da Polícia Militar.

As saídas temporárias é um benefício previsto na Lei de Execução Penal. As datas são determinadas no estado de São Paulo por meio da Portaria DEECRIM 02/2019, segundo informou a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). Os detentos que não retornarem aos centros de detenção dentro do horário limite serão considerados foragidos.

Colaborou – Bruna MARQUES – Redação Jornal DHoje Interior