Rede de farmácia comemora aniversário com ação surpresa nas principais avenidas de Rio Preto

A primeira farmácia de manipulação de Rio Preto e região está comemorando 40 anos de existência na cidade. São quatro décadas que a Farmácia Grindélia completadas nesta terça-feira (20) e, para celebrar, trouxe à cidade uma grande ação surpresa com o intuito de divertir a população rio-pretense e, acima de tudo, prestigiar uma das categorias que mais sofreu com a pandemia: os músicos e performes.

A ação aconteceu das 17h às 18h e envolveu 80 artistas locais – 60 músicos e 20 performes – que atuaram nos canteiros centrais das avenidas Alberto Andaló, José Munia, Francisco Chagas e Juscelino Kubistchek, levando música e diversão aos transeuntes. Os músicos tocaram instrumentos variados, desde violão, violino, trompete, sax, acordeon e até harpa, representando toda a versatilidade da música brasileira. Todos os artistas cumpriram com as exigências sanitárias estabelecidas pelos órgãos de saúde na prevenção ao coronavírus.

Dhoje Interior

“Nosso evento, além de trazer alegria à população, também ajudou nossos músicos que tanto sofreram na pandemia. Acho incrível a sobrevivência desses profissionais. Essa comemoração é, também, uma gratidão da farmácia, do grupo Grindélia como um todo, para com eles”, comemora a empresária e fundadora da Grindélia, Creusa Manzalli.

O evento foi surpresa para a população a fim de evitar aglomeração nos pontos em que estavam os artistas. O gestor de eventos, Paulo Torres, responsável pela organização da ação, explica que o seu maior desafio foi pensar uma ação que fosse possível acontecer durante este período de pandemia, e que gerasse um impacto emocional, tanto aos espectadores da ação, quanto para a marca da empresa.

“Quando apresentei a ideia para a Creusa Manzalli, ela rapidamente aprovou também por se sensibilizar com a categoria dos artistas, que foi uma das mais prejudicadas durante essa época. O mais desafiador foi conciliar todas as ações dos músicos e artistas em conjunto, de uma forma orquestrada e única. Foi inesquecível”, comenta Paulo.

Da REDAÇÃO