Procon de Rio Preto terá agentes na rua fiscalizando a Black Friday

O Procon de Rio Preto firmou uma parceria com o Núcleo Regional da Fundação Procon-SP que vai colocar agentes de fiscalização para percorrer o comércio da cidade, lojas e shoppings durante a Black Friday nesta sexta-feira (28). O objetivo é orientar consumidores e apurar possíveis irregularidades.

Problemas nas compras durante essa data não são algo incomum. A agente administrativa, Larissa Silva Castro Pacheco, relatou ter tido problemas em uma compra online realizada na Black Friday do ano passado.

Dhoje Interior

“Vi o anúncio de um notebook que estava com o preço bastante atrativo, mas ao tentar comprar aparecia um valor muito maior do que o anunciado. Quando percebi, fiz uma reclamação e pedi para que a empresa me vendesse o produto pelo preço que eles estavam ofertando na página inicial do site deles, que era mais baixo. Por não ter o produto mais em estoque, eles acabaram me mandando uma versão até superior do notebook que eu tinha comprado”, relatou.

Segundo o Procon, as reclamações nos dois meses posteriores à Black Friday (dezembro e janeiro) chegam a aumentar em média 20%. “Eu acredito que teremos um volume maior de reclamações, pois talvez as empresas não estejam preparadas para o fluxo de entregas e compromissos assumidos de compra com os consumidores. Também acredito que seja maior por conta dos prazos de entrega e infelizmente por conta das fraudes”, comentou o diretor do órgão municipal, Arnaldo Vieira.

Em todo o Estado, no ano passado, o principal problema relatado em relação à Black Friday foi a não entrega ou demora na entrega, com 988 queixas. Outros problemas reclamados foram: produto ou serviço indisponível, com 343 casos; pedido cancelado após finalização da compra, com 302; maquiagem de desconto, com 220 e mudança de preço ao finalizar a compra, com 216.

“Nosso percentual de resolução é bem alto. Talvez esse ano não seja tão grande por conta da pandemia, pois nosso fluxo de atendimento foi bem prejudicado. Eu estimo que nós vamos ficar em 78% a 80% de resolução”, comentou Vieira.

Dicas

O Procon elaborou algumas dicas para os consumidores durante essa Black Friday. Confira:

– Verificar qual preço está sendo praticado no mercado nos próximos dias, pesquisar em mais de um estabelecimento, fazer prints das telas com os preços oferecidos pelas lojas, usar aplicativos e sites de comparação de preços que ajudam a avaliar se o valor é de fato promocional;

– Recomenda-se fazer uma lista do produto ou serviço que precisa ou deseja e estipular um limite de gasto, evitando assim gastar mais do que o previsto e prejudicar o orçamento. Além disso, é interessante pesquisar previamente sobre o produto que pretende comprar, como suas características, funções, locais em que está à venda, entre outros;

– Observar o prazo de entrega e informar-se antecipadamente sobre a política de troca da empresa são atitudes que ajudam a evitar problemas;

– O valor do frete também é algo que deve ser observado – se o valor for muito alto, o preço promocional pode não valer a pena;

– Nas compras feitas em sites, é preciso estar atento se há alteração no preço informado inicialmente (da oferta inicial, passando pela colocação do produto no carrinho, até o pagamento);

– Antes de qualquer compra online, é importante fazer uma consulta à lista “evite estes sites” do Procon-SP https://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php ;

Reclamações podem ser realizadas pelo WhatsApp do Procon Rio Preto através do número (17) 99627-0528.

Arnaldo Vieira, diretor do Procon de Rio Preto

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior