Prefeito em exercício, Bolçone afirma que saúde será prioridade

Prefeito em exercício, Orlando Bolçone: 'área da saúde requer especial atenção'

Prefeito em exercício a partir deste sábado, 15, Orlando Bolçone (DEM) senta-se pela primeira vez na cadeira do chefe do Executivo rio-pretense. Com a saída de férias de Edinho Araújo (MDB), até o fim deste mês, partirá de Bolçone as decisões envolvendo o município.

Formado em Economia pela UNESP e doutor em Ciências da Saúde pela FAMERP, Bolçone se destacou como professor de diversas escolas e universidades de Rio Preto.

Dhoje Interior

Secretário municipal de vários governos, em especial de Manoel Antunes nas décadas de 80 e 90, e novamente de Edinho Araújo, ao longo dos mandatos pelos anos 2000, passando pelo govenro de Valdomiro Lopes (PSB), Bolçone tentou pela primeira vez a cadeira de prefeito em 2008, pelo PPS, apoiado pelo então prefeito Edinho. Acabou derrotado na eleição vencida por Valdomiro. Eleito deputado estadual é autor de diversas leis.

Disputou novamente a eleição para prefeito Rio Preto em 2016, pelo PSB, apoiado pelo então prefeito Valdomiro Lopes em seu segundo e último mandato, sendo derrotado em primeiro turno por Edinho Araújo. Quatro anos depois, em 2020, se tornou vice-prefeito pelo DEM, na chapa que reelegeu o atual prefeito.

Ao Dhoje Orlando Bolçone fala sobre a expectativa em ter para si o controle da cidade e algumas das ações que pretende desempenhar enquanto estiver substituindo o prefeito Edinho. Confira:

Dhoje Interior: Qual é a sensação de ocupar pela primeira vez o cargo de prefeito de Rio Preto?

Orlando Bolçone: Assumo interinamente com muita honra, muita humildade e grande senso de responsabilidade. Minha vida pública de mais de trinta anos é toda voltada para o bem de Rio Preto e é o que seguirei fazendo nesse período em que o prefeito Edinho Araújo, com quem trabalho em total sintonia, estará afastado.

 

Dhoje Interior:  Foi anunciado que no período o senhor focará em ações positivas. Quais são estas ações? É possível adiantá-las?

 Orlando Bolçone: Seguirei todas as ações determinadas pelo prefeito Edinho Araújo e desenvolvidas pela equipe de secretários. Daremos atenção especial a saúde, especialmente neste momento.

 

Dhoje Interior: Qual será a primeira ação como prefeito?

Orlando Bolçone: Estou definindo os últimos detalhes com a equipe, mas, como disse, a área da saúde requer especial atenção, com o aumento dos casos de síndromes gripais e covid.

 

Dhoje Interior: Como o senhor acompanha a questão da nova onda de Covid na cidade, com avanço da variante ômicron? Pretende tomar alguma atitude junto a pasta de Saúde nos próximos dias, enquanto permanecer prefeito?

Orlando Bolçone: A questão exige muito cuidado e atenção. Devemos seguir as recomendações da ciência, dos médicos, adotar todas as medidas sanitárias necessárias. Para qualquer tomada de decisão, se for o caso, ouvirei antes os técnicos da Saúde e os setores envolvidos, como sempre foi a política do governo municipal. Não haverá decisão intempestiva. A preocupação sempre foi e seguirá sendo a saúde da população.

 

Dhoje Interior:  Houve alguma orientação por parte do Edinho para que o senhor siga enquanto estiver prefeito?

Orlando Bolçone: Nós conversamos sempre, trocamos ideias e trabalhamos na mesma direção, entrosados.

 

Dhoje Interior:  Qual avaliação o senhor faz do governo Edinho Araújo que entra no segundo ano do quarto mandato?

Orlando Bolçone: Um governo que prioriza o desenvolvimento sustentável da cidade, o fortalecimento econômico, a criação de empregos, a qualidade de vida da população. O foco da administração do prefeito Edinho Araújo é construir uma cidade cada vez mais moderna, inclusiva, que gere empregos e renda, sem descuidar em nenhum momento das grandes questões nas áreas da saúde, educação, meio ambiente, inovação, segurança, transporte, cultura. Em todas as áreas há ações positivas em andamento ou já consolidadas pelo governo.

 

Dhoje Interior:  Qual o maior desafio neste momento que o Executivo tem que atacar?

Orlando Bolçone: Neste momento, a saúde pública. A pandemia, infelizmente, ainda não acabou. O governo deve estar permanentemente mobilizado para adotar as ações necessárias para oferecer atendimento adequado à população e combater a disseminação da covid.

 

Dhoje Interior:  Como anda a relação do senhor com o governador Doria e o vice Rodrigo Garcia?

Orlando Bolçone: Muito produtiva. O governador e, em especial, o vice-governador Rodrigo Garcia têm trabalhado bastante com a administração, sempre buscando executar projetos e trazer obras importantes para a cidade, em todos os setores. Uma relação positiva.

 

Dhoje Interior: Sobre as eleições deste ano, o senhor pretende sair como candidato? Se sim, qual cargo?

Orlando Bolçone: Ainda não há uma decisão tomada sobre isso. Neste momento, meu foco é Rio Preto.

 

Dhoje Interior: Pensa em 2024, uma candidatura como prefeito de Rio Preto?

Orlando Bolçone: Agora, a prioridade é administrar a cidade pelos próximos dias. Vamos debater com o grupo político no momento oportuno.

 

Dhoje Interior:  Deixe uma mensagem para os leitores do Dhoje Interior.

Orlando Bolçone: Uma mensagem de agradecimento. Podem contar comigo sempre. Servir a Rio Preto é uma honra. Vou trabalhar, sempre, pela nossa cidade, com muito empenho, dedicação e um profundo afeto.

Raphael Ferrari – Dhoje Interior