Polícia Ambiental prende 8 e aplica R$ 3,4 milhões em multas

Durante a Operação Jequitibá, a Polícia Ambiental de Rio Preto prendeu oito pessoas em flagrante, além de um foragido da Justiça, e aplicou 69 autuações, que somaram R$ 3,4 milhões em multas. A ação foi realizada entre segunda-feira (21) e terça-feira (22).

O balanço da operação, divulgado nesta quinta-feira (24), mostra que na região noroeste do Estado foram realizadas também 175 ações de fiscalização, 65 bloqueios, 818 pessoas abordadas, 392 veículos fiscalizados, nove armas de fogo apreendidas e 348 gramas de drogas apreendias.

Dhoje Interior

Infrações – A multa de maior valor aplicada foi em uma propriedade rural na região de José Bonifácio, onde foi constatado um grande incêndio em canavial que acabou atingindo uma APP (Área de Preservação Permanente) e destruiu parte de mata nativa.

Dez autuações foram aplicadas à pescadores irregulares flagrados no rio Grande e no rio Tietê e 179 quilos de peixes apreendidos. Em ambos os rios, foram constatados uso de rede e pesca de peixes que estavam abaixo do tamanho permitido pela legislação ambiental.

Em Rio Preto, os policiais ambientais  apreenderam animais exóticos e ave silvestre em uma casa, no bairro Estoril, na terça-feira (22). O dono do imóvel foi multado em R$ 7,6 mil por crimes ambientais: R$ 5 mil por manter a ave em cativeiro e R$ 2,6 mil pelos animais exóticos.

Também na terça-feira (22), um macaco prego mantido em cativeiro, em uma casa em Mirassolândia, foi resgatado. O animal foi encontrado preso por uma corrente amarrada a uma árvore no quintal da residência. Também foi multado, mas o valor não foi divulgado.

Animais exóticos foram apreendidos em uma residência na Vila Talma, em Jales. E uma arma foi apreendida e um homem preso em Votuporanga. Os flagrantes ocorreram nesta segunda-feira (21).

Foram apreendidos um lagarto do deserto, uma pogona, quatro cobras do milho “corn snake”, todos animais exóticos, além de quatro ouriços, cinco jiboias, nove aranhas caranguejeiras, todos animais nativos da fauna brasileira. Os animais estavam em um cômodo no fundo da residência. A autuação, nesse caso, foi no valor de R$ 12,2 mil.

Já o morador da propriedade rural em Votuporanga contou aos policiais que tinha uma arma, revolver calibre 38, sem documento. Ele foi preso, levado até a delegacia da cidade e liberado após pagar fiança.

São Paulo 

Em todo o estado de São Paulo participaram 369 policiais militares em 112 viaturas de quatro rodas, 24 náuticas e ainda contou com o apoio do Helicóptero Águia para o policiamento aéreo.

Foram 786 ações realizadas, 26 armas de fogo apreendidas, 1,3 mil pessoas abordadas, 616 animais resgatados ou apreendidos, 76 bloqueios policiais e 663 veículos vistoriados, seis foragidos da justiça capturados e 16 pessoas detidas em flagrante.

A Polícia Ambiental realizou também o plantio de mudas de árvores nativas com o objetivo de despertar a conscientização e a importância da preservação das árvores, para a atual e futuras gerações.

Tatiana PIRES – Redação Jornal DHoje Interior

E-mail: [email protected]