PM prende três homens por tráfico de drogas

O cão farejador "" localizou a droga escondida num fundo falso de um guarda-roupas. Foto: Divulgação Polícia Militar

A Polícia Militar de Rio Preto realizou três flagrantes de tráfico de drogas em bairros diferentes da cidade, entre as 12 horas e 19 horas de quinta-feira (2). Um pintor, de 34 anos, foi preso no João Paulo II, um ourives, de 20 anos, preso no Solo Sagrado e um carpinteiro, de 27 anos, na Vila União.

De acordo com o boletim de ocorrência, depois de receber uma denúncia anônima indicando um local onde seria um ponto de venda de drogas, os policiais localizaram a casa no bairro João Paulo II. Informado a respeito da denúncia, o suspeito confirmou aos policiais que tinha maconha em casa, mas que seria para consumo próprio. Durante a revista na residência, os policiais encontraram em cima da mesa 16 porções de maconha e R$ 1,1 mil em notas de diversos valores. O dinheiro, o pintor alegou que seria do auxilio emergencial, sacado por sua ex-mulher.

Dhoje Interior

Os policiais acionaram uma equipe do Baep (Batalhões da Polícia Militar do Estado de São Paulo) e o cão farejador “Bradock” localizou 39 porções pequenas de maconha e outros 6 pedaços grandes da mesma droga, que estavam escondidas em um fundo falso de um guarda-roupas. O pintor, então, confessou aos policiais que, às vezes, vendia drogas.

No bairro Solo Sagrado, os policiais faziam patrulhamento de rotina quando avistaram um homem de bicicleta, que ao notar a presença da viatura, apresentou nervosismo e tentou fugir. Em revista, foram encontradas com ele três porções de maconha e R$ 76. O ourives disse aos policiais militares que havia vendido a droga, através do Facebook, e que entregaria ao comprador. O jovem disse que morava com alguns amigos. A PM seguiu até o local, que estava vazio, e em um colchão encontraram 21 porções de maconha.

Já carpinteiro, ao avistar a viatura na Vila União, tentou fugir correndo. Enquanto corria, o suspeito jogou uma sacola plástica. A PM constatou que havia dentro 51 porções de cocaína. Aos policiais ele confessou que estava ali para vender a droga, por R$ 20 cada porção, mas disse que até aquele momento não havia vendido nada. Durante a abordagem, a companheira do suspeito chegou e levou os policiais até a casa deles, onde foram encontrados R$ 545, sacolas plásticas vazias iguais a que ele levava a cocaína, além de uma balança de precisão. Na delegacia, ele negou ser traficante.

Os três suspeitos foram levados à Central de Flagrantes e presos por tráfico, ficando à disposição da Justiça.

Por Tatiana PIRES – Redação Jornal DHoje Interior