PF prende maior acusado de contrabando de cigarros de Rio Preto

A Polícia Federal, com o apoio do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), prendeu no último sábado (17), o principal suspeito na Operação Greening, deflagrada no dia 7 de abril, que investiga crimes de lavagem de dinheiro e contrabando de cigarros em São José do Rio Preto.

O acusado foi preso em flagrante na Rodovia SP 310 transportando grande quantidade de dinheiro. Foram apreendidos R$177 mil  e o veículo que estava sendo utilizado.

Dhoje Interior

Na deflagração da Operação Greening, policiais federais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão, todos em São José do Rio Preto. Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara da Justiça Federal de São Paulo, que também decretou a quebra de sigilo bancário dos investigados.

Foram apreendidos documentos, escrituras, registros de imóveis e aproximadamente R$ 30 mil em dinheiro e R$ 15 mil em cheque.

O acusado é responsável pela prática do crime de contrabando de cigarros, já tendo sido preso duas vezes por essa violação. A PF constatou que, com o dinheiro obtido de forma ilícita, estão sendo adquiridos diversos bens de valor relevante, especialmente imóveis, os quais são registrados em nome de pessoas interpostas (laranjas), a fim de dar aparência de legalidade a tal patrimônio, o que configura a prática de lavagem de dinheiro.

Após ser interrogado pela autoridade policial, o preso será conduzido à cadeia e ficará à disposição da Justiça Federal.

Da Redação, com assessoria da Polícia Federal