DADOS OFICIAIS: Rio Preto cria 595 vagas de empregos formais em agosto

Rio Preto conseguiu emplacar pelo segundo mês consecutivo saldo positivo na geração vagas de empregos formais o que, na prática, mostra que o número de admissões foi maior que as demissões, segundo os dados do Caged (Cadastro Geral e Empregados e Desempregados). A estatística saiu nesta quarta-feira (30) e traz dados referentes ao mês de agosto deste ano.

Foi o segundo mês consecutivo que a economia da cidade dá sinais de reação. Em julho o saldo de vagas criadas também foi positivo, segundo o levantamento, com a criação de 778 vagas.

Dhoje Interior

De acordo com o balanço, em agosto, foram 4.423 admitidos e 3.828 demitidos no município durante o período, com um saldo positivo de 595 vagas criadas.

“O município registrou uma queda no número de empregos entre março e junho, período mais forte da pandemia. No entanto, desde julho a cidade tem mostrado uma recuperação, principalmente graças ao número de supermercados abertos recentemente, que tem o potencial de gerar muitas vagas”, afirmou o economista José Mauro da Silva.

A indústria foi o destaque do mês na cidade, com um saldo 284 vagas. Já o setor de serviços foi o que mais gerou admissões, com 1.746 contratações, mas também foi o que mais teve demissões, com 1.731 pessoas desligadas. O comércio, a construção e a agropecuária também registraram saldos positivos em agosto.

No acumulado do ano, entretanto, Rio Preto está com o saldo negativo de 4.656 vagas. São 32.568 admitidos contra 37.124 demitidos. “É uma situação comum em todo o país.

Com a chegada deste último trimestre, que tende sempre a ser o mais forte do ano, as coisas devem melhorar. Muitas pessoas vão receber o 13° e vão acabar gastando, injetando mais dinheiro na economia. Acredito que se o município conseguir terminar o ano com o saldo zerado será uma grande vitória”, comentou.

No Estado de São Paulo, o saldo foi de 64.552 vagas, com 397.503 admissões e 332.951 demissões. No Brasil, foram 1.239.478 contratações e 990.090 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 249.388 vagas.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior