Parque Tecnológico assina com mais dez empresas na próxima terça-feira

Partec de Rio Preto é uma das apostas para retomada da economia (Foto: Divulgação)

Considerado um dos principais idealizadores do projeto, o vice-prefeito Orlando Bolçone (DEM) assumiu a secretaria de Planejamento Estratégico de Rio Preto e uma das propostas é acelerar a implantação de novas empresas no Parque Tecnológico (Partec). Na próxima terça-feira (19), em solenidade ao lado do prefeito Edinho Araújo (MDB), ele assinará contrato com dez novas empresas que deverão iniciar suas atividades nos próximos meses.

É o início da terceira etapa para implantação do Partec e corresponde ao chamado Distrito Tecnológico, que conta inicialmente com 92 lotes de 1 mil metros, sendo na primeira etapa comercializados 20 lotes, com investimentos de aproximadamente R$ 21 milhões, que devem gerar aproximadamente 840 empregos diretos e indiretos. As fases anteriores contemplaram a instalação da Sede do Partec e os Centros Incubador de Base Tecnológica e Empresarial, que receberam investimentos de R$ 19 milhões, sendo R$ 7,2 repassados pelo Governo do Estado em 2011.

Dhoje Interior

Para Bolçone a assinatura dos contratos ainda é reflexo do trabalho desenvolvido por Israel Cestari, ex-secretário de Planejamento e atualmente comandando a pasta de Obras. “A atuação do Cestari foi fundamental para a estruturação do Partec e agora estamos colocando em prática com a assinatura dos primeiros contratos, mas também viabilizamos outras novidades visando atrair novas empresas nas próximas semanas”, afirmou.

A seleção das empresas foi realizada através de licitação iniciada em novembro do ano passado, com descontos progressivos e incentivos fiscais. Segundo Bolçone, o prefeito deve anunciar na solenidade da próxima semana que novas seleções serão realizadas através de “Edital de Fluxo Continuo”, ou seja, a seleção será permanente para os interessados que deverão atender critérios pré-definidos sem necessariamente a necessidade de novas licitações.

Atualmente o Partec conta com 25 empresas atuando, com aproximadamente 300 trabalhadores. Conta ainda com 72 lotes disponíveis, além de 60 vagas para empresas na Incubadora de Base Tecnológica e no Centro Empresarial.

Para o diretor da APETI – Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação, Gilberto Perez Mariano, que integra o Conselho do Parque Tecnológico, a expectativa é que nos próximos meses seja viabilizado a implantação de até 95 empresas e o crescimento dos postos de trabalho, além de mudanças na estrutura industrial do município.

“Temos acompanhado as notícias do quanto a economia tem mudado, as indústrias tradicionais que não conseguem evoluir estão sumindo, inclusive temos visto o anuncio de grandes industrias fechando, diferente do que ocorre na área tecnológica, onde vemos crescimento continuo e geração de emprego altamente qualificado”, ressaltou.

Desconto e incentivos fiscais visam atrair investidores

Visando atrair empresas que atuam prioritariamente nas áreas de Agronegócio, Biotecnologia, Desing, Tecnologia da Informação e Comunicação, Química Fina e Tecnologia Biomédica, a prefeitura oferece descontos progressivos de até 50% no valor dos lotes, isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por quatro anos, carência de 12 meses para início do pagamento dos lotes e parcelamento em até 70 meses.

De acordo com o secretário Orlando Bolçone, a facilidade no pagamento aliado com o desenvolvimento de ações durante o período em que ainda era deputado estadual ampliaram o leque de benefícios e o interesse de empresas aderirem ao Partec.

“Como deputado estadual eu presidi por 4 anos a Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia, e durante esse período aprovamos legislações beneficiando as empresas que se instalarem dentro dos Parques Tecnológicos em nosso estado, garantindo automaticamente acesso ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação e possibilitando acesso a recursos do Desenvolve SP, Finep e Fatesp, além de transformar essas empresas em referência para empresários do brasil e do exterior”, destacou.

Acirp destaca papel estratégico do Partec

Para o presidente da Acirp (Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto), Kelvin Kaiser, a retomada econômica do município certamente passa pelo fortalecimento do Parque Tecnológico (Partec) e a atração de novas empresas para o local.

“O Parque tecnológico é de fundamental importância para a retomada da economia. Um exemplo claro é que o Comitê de Retomada da Economia, e o próprio vice-prefeito, secretário de Planejamento e presidente do Comitê, Orlando Bolçone, se instalou dentro do Partec. Exatamente porque ali é um ambiente empresarial, de negócios e de ideias. Ambiente de fomento! Por isso, o Parque Tecnológico é um ícone desta retomada da economia”, ressaltou.

A integração entre entidades e órgãos públicos também são destacados pelo presidente da Acirp. “É no Partec que o Comitê consegue discutir, apresentá-lo para as empresas que têm interesse em vir para Rio Preto e, dali, em parceria com a Acirp, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e demais entidades, começar a fazer a distribuição das informações para as devidas áreas de interesse. Ali funciona como uma espécie de cadastro único e, desta forma, conseguimos mapear todas as empresas que estão vindo para a cidade”, concluiu.

Por Thiago PASSOS – Redação jornal DHoje Interior