Palmeirenses da região encaram viagem para o Uruguai para assistir final da Libertadores

Pela 3ª vez Dênis vai ver uma final de Libertadores do Palmeiras no estádio

O jornalista Joemir Beting uma vez disse a seguinte frase: “Explicar a emoção de ser palmeirense a um palmeirense é totalmente desnecessário. E a quem não é palmeirense, é simplesmente impossível”. É com esse sentimento que alguns torcedores do alviverde na região de Rio Preto decidiram encarar uma viagem de mais de dois mil quilômetros até Montevidéu para assistir a final da Libertadores neste sábado (27) diante do Flamengo.

O empresário Eduardo Alvarez Romero Neto, 28 anos, de Neves Paulista, contou que está fazendo a viagem ao lado de outros dois amigos de Mirassol. Eles compraram a passagem de voo de Rio Preto para Porto Alegre e decidiram ir de carro da capital gaúcha para o Uruguai. O investimento para estar na final foi em torno de R$ 4,5 mil entre passagens, hospedagem, ingressos e outros custos

Dhoje Interior

“Nós somos sócios torcedores justamente para estar nesses momentos com o Palmeiras, então o investimento não vem só de hoje. Não houve muito planejamento. O Palmeiras chegou na final e nós decidimos ir”, afirmou Eduardo.

Essa será sexta final de Libertadores do Verdão e a primeira que Eduardo vai acompanhar no estádio. “A gente é da geração da década de 90, em que o Palmeiras viveu seus tempos áureos e os nossos pais assistiram também as academias, então foi dai que surgiu a paixão. A expectativa é muito boa, estamos vindo no Uruguai justamente por confiar no nosso time. Meu palpite é três a zero para o Palmeiras”, comentou.

O empresário de Rio Preto Diego Boldrina, 31 anos, também vai presenciar pela primeira vez uma final de Libertadores junto com a sua namorada. Ele alegou dificuldades por conta dos altos preços e de locomoção para a capital uruguaia.

“É um absurdo fazer com que o torcedor tenha que transitar dessa forma. São dois times brasileiros, por que não jogar no Brasil? Está muito chato entrar no Uruguai por conta dos protocolos, além dos preços. Um avião de São Paulo para Montevidéu estava R$ 8 mil, um absurdo. Felizmente conseguimos um voo de Rio Preto direto para Porto Alegre e deu certo. Eu vou porque amo muito meu time e não tive a oportunidade de ir no Maracanã por não ter público”, afirmou.

Desde 2019, a Conmebol realiza a final da Libertadores em jogo único. Em 2020, a final entre Palmeiras e Santos contou com poucos convidados para assistir o jogo devido à pandemia.

“A expectativa é ver o Palmeiras campeão. A gente sabe o time que a gente tem, que vai ser difícil, mas é um adversário que a gente tem condição de passar por cima. Os jogadores precisam saber do esforço que a gente faz para estar lá e eles precisam representar nós no campo. Meu palpite é dois a um Palmeiras, com gols de Dudu e Gustavo Gomez”, comentou Diego.

Fundador da Mancha Verde em Rio Preto, principal organizada do clube, Dênis Mussato Martins vai acompanhar sua 3ª decisão de Libertadores no estádio. Ele estava presente no título de 1999 contra o Deportivo Cali e na derrota em 2000 diante do Boca Juniors. Ele contou que só conseguiu comprar o ingresso no último domingo (21) e vai de carro de Rio Preto até Montevidéu, saindo já nesta quinta-feira (25).

“Tenho certeza que o Palmeiras vai ser campeão. Todo mundo falando que o Flamengo é favorito, mas o Palmeiras é o time a ser batido na Libertadores. Eliminou os times mais fortes como River Plate no ano passado e o São Paulo e Atlético-MG neste ano. É um time cascudo e meu palpite é uma vitória por dois a zero”, afirmou Dênis.

A Mancha Verde de Rio Preto vai reunir em uma chácara para acompanhar a partida. Palmeiras e Flamengo se enfrentam neste sábado (27) a partir das 17h.

Eduardo foi com os amigos para Uruguai assistir uma final de Libertadores pela primeira vez
Diego junto com a namorada em Montevidéu

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior