Operação Dedo Podre prende dois irmãos em Ilha Solteira

Esquema coordenado pelos irmãos teria movimentado R$ 200 mil em propinas, segundo investigações da Civil (Reprodução TV TEM)

A Polícia Civil de Ilha Solteira prendeu, na manhã de ontem, dia 1º, dois irmãos acusados de associação criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informações relacionado a transferência de pontos e renovação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os suspeitos foram presos durante a Operação Dedo Podre.

Durante investigação, a Polícia Civil apurou que os homens faziam parte de um esquema de transferência de pontos de CNH de condutores de veículos residentes no Estado de São Paulo para o Estado do Mato Grosso do Sul.

Dhoje Interior

Os clientes dos despachantes pagavam propina para um terceiro, um executivo da Agência de Trânsito de Selvíria, órgão vinculado ao Departamento de Trânsito do Mato Grosso do Sul.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça, pela Polícia Civil do Estado de São Paulo.
A suspeita é de que o grupo tenha movimentado mais de R$ 200 mil em pagamento de propina.