Olímpia se posiciona em relação a reclassificação da retomada de atividades

Nesta quarta-feira (10), o governador João Doria (PSDB) colocou os municípios das regiões administrativas de Barretos (incluindo Olímpia), Presidente Prudente e Ribeirão Preto na fase Vermelha. Fase na qual restringe de forma onde somente a abertura de serviços essenciais (mercados, farmácias, por exemplo), além de indústrias e construção civil.

A Prefeitura de Olímpia, por meio de nota, afirmou que ficou surpresa com a decisão do governador sobre o retrocesso da região de Barretos, na qual Olímpia faz parte.

Dhoje Interior

A cidade que está classificada na fase 3 (Amarela), que permite a abertura de diversas atividades de forma mais flexível, teve um revés muito grande com a reclassificação para a fase 1 (Vermelha).

Em nota, a Prefeitura alega que tem monitorado de forma diária o quadro de Covid no município e afirma que os números apresentados são equilibrados no que diz respeito a casos confirmados de Covid e leitos hospitalares.

“A Administração reforça que não vislumbra os motivos que levaram o Governo a tomar a decisão de regredir em duas fases a regional de Barretos, tendo em vista o avanço da contaminação em todo o Estado”.

Com a nova realidade que passa a valer a partir da próxima segunda-feira (15), os prefeitos da região atingida irão se reunir para tratar juntos do assunto.

Fernando Cunha (PSD) definirá o formato do novo decreto municipal na próxima sexta-feira (12).

Por Isabela MARTINS – Redação Jornal DHoje Interior