Obras da 2ª fase do Anel Viário avançam

Serão 35 quilômetros de vias pavimentadas; sendo que 13 estão em execução

A Prefeitura de Rio Preto divulgou informações a respeito do avanço das obras da 2ª fase da construção do Anel Viário. Segundo a Administração, as obras progrediram na região dos bairros do Conjunto Habitacional São José do Rio Preto, Residencial Santa Ana e Duas Vendas.

“Nesta quinta-feira (29), homens da empresa responsável pelo serviço executavam serviços de terraplanagem. As intervenções preveem ainda calçamento e sinalização viária em novos trechos, além da construção de quatro obras de arte especiais (pontes) sobre o Rio Preto e o Córrego Felicidade”, informou a Prefeitura.

Dhoje Interior

A importância dessa etapa foi destacada pelo Executivo devido à interligação das avenidas Marco Constantini e Antônio Antunes Júnior, melhorando o fluxo do tráfego na Região Norte.

“Por serem obras mais profundas, em fundos de vale, este trecho é o que apresenta maior valor, de R$ 20,1 milhões, com a realização de aproximadamente 24,2 mil m² de pavimentação asfáltica e 2,7 mil m³ de pontes, que somadas têm a extensão de 225 metros”, salientou o informativo da Administração.

Serão 35 km de vias pavimentadas e interligadas que desses 22 km já existiam e outros 13 quilômetros estão sendo executados para a interligação dos trechos do Anel Viário.

“A expectativa do secretário de Planejamento, Israel Cestari, é de que o Anel seja concluído até dezembro do ano que vem. O prazo de conclusão da segunda fase é de 540 dias”, finalizou a Administração.

3ª FASE
A Constroeste Construtora será a responsável pela terceira fase das obras do Anel Viário de Rio Preto com o valor de R$ 9.334.281,83.

A empresa já era a responsável pelas duas primeiras fases e engatou a continuidade das obras vencendo a CMB Construtora que apresentou R$ 10.267.547,64 em investimentos. A terceira colocada foi a Coplan Construtora Planalto que ofereceu R$ 10.695.218,97 para a conclusão da terceira fase.

O contrato prevê que a Constroeste será responsável pela mão de obra com fornecimento de materiais e equipamentos para a execução e implantação de pavimentação, drenagem, calçamento e sinalização viária, interligando avenidas do ‘Linhão’ (rede de alta tensão da CPFL), com o objetivo de desafogar o trânsito nas avenidas centrais.

Por Ygor Andrade