‘NOS BASTIDORES DA POLÍTICA’ – Plano confuso obriga transferência para escola privada

Pais entram em ação  

Por falta de uma definição clara na retomada das aulas presenciais na rede de ensino municipal de Rio Preto, pais de alunos, com poder aquisitivo, estão transferindo seus filhos para escolas particulares. Os pais, segundo funcionários da área, decidiram optar pela escola privada por não concordar com o plano elaborado pela Secretaria da Educação, que será colocado em prática a partir de agosto. Apesar de não declarar publicamente para evitar retaliação, os profissionais estão “indignados” com a postura adotada pela secretária Fabiana Zanquetta. Na opinião dos profissionais, a secretária, que é arquiteta, deveria consultar professores que atuam em sala de aula, a fim de definir um plano para este período que ainda preocupa por causa das infecções por covid-19. “Ela (secretária) decide lá em cima e a gente tem que acatar aqui embaixo”, desabafou uma educadora, que pediu para declinar o seu nome. Como está sem norte, os educadores sugerem que a Prefeitura deveria seguir, de imediato, o plano do governo do estado, que entra vigor no segundo semestre de 2021.

Dhoje Interior

Zeloso

Edinho Araújo (MDB) é zeloso principalmente quando o assunto envolve as crianças. Neste período em que as infecções por covid-19 ainda preocupam, o prefeito fica numa sinuca de bico. Toda ação a ser adotada tem que ser muito bem analisada para evitar situação desagradável. Fabiana Zanquetta também quer o melhor aos alunos e educadores, porém, não pode ter “medo”. É só dar estrutura e exigir o protocolo de segurança.

Sem nomes

O presidente do PSDB, Manoel Gonçalves, disse que o partido ainda não definiu nomes para disputar cadeiras na Câmara Federal e na Assembleia, em 2022. “Estamos discutindo, mas com certeza teremos representantes da cidade nas próximas eleições”, pontuou. O tucano revelou, entretanto, que Marcelo Lelis, filho do promotor Marco Lelis, que disputou a eleição para vereador em 2020, se desligou da sigla, na quinta-feira.

Regozija 

Karina Caroline (REP) regozija porque o prefeito Edinho Araújo (MDB) sancionou lei de sua autoria, que responsabiliza os condomínios residenciais a fixarem, por exemplo, cartazes e placas com informação sobre órgãos oficiais de combate à violência doméstica, seja contra mulher, criança, idoso, portador de algum tipo de deficiência e também animais. “O objetivo é incentivar os vizinhos a fazerem as denúncias”, frisou. 

Fatura 

A rede hoteleira também está faturando devido a motociata que será liderada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), hoje, em Presidente Prudente. Motociclistas de várias cidades do estado de São Paulo, do Parará e de Mato Grosso do Sul, fizeram reservas nos hotéis para participar do evento. A expectativa é de que 20 mil vão acompanhar o presidente num ‘rolê’ de 67 quilômetros pelos principais pontos da cidade.

Contesta

Edinho Araújo (MDB) contestou iniciativa do Ministério Público de acionar a Justiça, propondo improbidade administrativa contra ele e do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), por suposto prejuízo de R$ 8,2 milhões na construção dos corredores de ônibus. O prefeito disse, em nota, que a área técnica da Prefeitura detectou erro no projeto original e o procedimento foi necessário para corrigir o desnível do asfalto.

Preste 

Mais uma vez a presença Geraldo Alckmin (PSDB) atraiu prefeitos e agregados no encontro promovido ontem, em Rio Claro. Segundo uma fonte que esteve no evento, 33 prefeitos das regiões de Rio Claro, São Carlos, Araraquara e Araras prestigiaram o tucano, que se prepara para disputar o governo do estado, em 2022. Experiente, o ex-governador não falou de política, mas só de saúde. Está preste o seu desembarque no PSD.  

Bons frutos 

A atuação dos deputados da região continua proporcionando bons resultados para entidades de Rio Preto. A Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), por exemplo, tem colhidos bons frutos graças as emendas parlamentares dos deputados. A AACD recebeu ontem um veículo, no valor de R$ 65 mil, graças a uma emenda do deputado Geninho Zuliani (DEM). O então deputado Orlando Bolçone (DEM) emplacou emenda de R$ 100 mil, que foi utilizada para a reforma do prédio da entidade. O deputado Itamar Borges (MDB) também conseguiu aprovar duas emendas, num total de R$ 175 mil, para a entidade adquirir novos equipamentos, com o objetivo de proporcionar inovação ao atendimento às crianças. A entidade atua numa área sensível, atendendo principalmente as necessidades das famílias de baixa renda. Na foto, vereador Pedro Roberto Gomes (Patriota), secretária de Assistência Social, Helena Marangoni, presidente da AACD, Adriane Cirelli, deputado Geninho Zuliani e Orlando Bolçone.

Por Venâncio de MELLO – Redação jornal DHoje Interior