‘NOS BASTIDORES DA POLÍTICA’ – Edinho diz que novo secretário estadual conhece agricultura

Discurso empolgado 

O deputado licenciado Itamar Borges fez sua primeira visita oficial à cidade, sábado, como secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado. O prefeito Edinho Araújo (MDB), em discurso empolgado, não poupou elogios ao companheiro de partido. “Esperamos que você seja a liderança e a voz da agricultura no Estado”, disse. “Doria (governador João Doria), você acertou, Itamar conhece agricultura”, acrescentou. Ainda é cedo para tecer qualquer análise sobre o que poderá acontecer até 2024, quando acontecem as eleições para o eleitorado escolher o sucessor do prefeito de plantão, no entanto, corre rumores no meio político de que o secretário poderá ser ‘abraçado’ por Edinho. Indícios nesse sentido são evidentes! O secretário esteve na cidade para prestigiar ato simbólico de reabertura da Casa de Agricultura de Rio Preto. Na foto da esquerda para direita: Francisco Matturo, secretário-executivo da pasta da Agricultura, Edson Filho, Itamar Borges e Edinho Araújo.

Dhoje Interior

Plantão 

Seis médicos que atuavam na linha de frente ao combate à covid-19 nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Zona Norte de Rio Preto, pediram demissão alegando que algumas prefeituras da região pagam mais pelos plantões. Para não perder profissionais neste período de pandemia, a Secretaria da Saúde faz estudo com o objetivo de aumentar o valor dos plantões. Mão de obra especializada está escassa, quem paga mais, leva! 

Urgência 

O plenário vota na sessão de hoje, em regime de urgência, projeto de João Paulo Rillo (PSOL) que reivindica a inclusão de gestantes, puérperas e lactantes com ou sem comorbidades no plano de imunização contra à covid-19 da Prefeitura de Rio Preto. “Esperamos a aprovação deste projeto e, após, que seja sancionado com urgência”, diz o psolista. Como as vacinas chegam a conta-gostas, a saída é priorizar grupos especiais.

Combinado 

Os preços dos combustíveis estão além da capacidade financeira da maioria de trabalhadores que depende de veículos para exercerem suas atividades. Os postos de Rio Preto, com rara exceção, estão com os preços próximos que até parece tabelamento combinado. Isso vale para o etanol, gasolina e diesel. A colheita da cana-de-açúcar começou em abril, no entanto, o preço do etanol continua estratosférico. Um absurdo! 

Desabastecido 

Consumidores reclamam dos preços da carne, arroz, feijão, óleo de soja e legumes que estão além do poder aquisitivo da maioria do povo. A explicação é de que a pandemia mudou o comportamento da população, que passou a comer mais em casa. O auxílio emergencial também teria pressionado o consumo. Para manter os preços acessíveis não pode comer? Fato: o dólar alto incentiva exportação e o mercado interno fica desabastecido. 

Rojão

Para piorar a situação do consumidor, a Petrobras autorizou aumento de 5,9% do preço de gás de cozinha, que entrou em vigor ontem. O produto já teve aumento de 17,5%, cinco vezes mais que a inflação registrada nos últimos 12 meses. Como o gás depende da cotação do dólar e está atrelado ao valor do petróleo, com o real desvalorizado reflete no bolso do brasileiro. O preço sobe feito rojão! Será que vai cair um dia? 

Festejavam

A Vigilância Sanitária informou que a Guarda Municipal fez 298 atuações no fim de semana contra shoppings, bares, supermercados e festas por desrespeito às normas de segurança que visam segurar o avanço da covid-19. Entre os autuados, 276 eram pessoas que festejavam, talvez a propagação do vírus. O governo estuda adotar novas medidas restritivas para frear o índice crescente da doença. Depois criticam o prefeito!

 

Missas no litoral 

Serão celebradas missas de um mês amanhã em memória do prefeito de São Paulo Bruno Covas, que morreu recentemente após uma luta árdua contra um câncer no intestino. A exemplo do avô, saudoso governador Mário Covas, Bruno também nasceu em Santos. Como a família Covas sempre teve prestígio na região do litoral paulista, as missas serão celebradas em igrejas das cidades de Guarujá, Peruíbe, Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Bertioga e Cubatão. Bruno aparece na foto ao lado de Milton de Paula, que foi a São Paulo para dar uma força ao então prefeito um mês antes de ele morrer. “Fui amigo dele (Bruno) por 25 anos”, revela emocionado, o rio-pretense.  

Por Venâncio de MELLO – Redação jornal DHoje Interior