‘NOS BASTIDORES DA POLÍTICA’ – Destino marca relação de Edinho com permissionários do shopping

Seria o destino?

Os ambulantes atingidos pelo incêndio no último sábado estão ligados à administração Edinho Araújo (MDB, foto) pelo umbigo. Seria o destino? Quando assumiu a Prefeitura em 2001, Edinho encontrou a Praça Dom José Marcondes repleta de barracas. Numa comparação singela, até parecia ponto comercial em Bangladesh. Um caos! Poderia ter tentado uma ordem judicial para limpar a praça, o que iria provocar revolta estratosférica. O prefeito preferiu o diálogo e foram inúmeras reuniões para encontrar uma solução amigável. No mandato 2001 a 2004 não houve acordo. Reeleito em 2004, o prefeito continuou com as tratativas e após consenso foi aprovada uma lei, em 2006, autorizando a criação do Shopping Azul, no piso superior da rodoviária, onde foram instados box de forma organizada e ali os contemplados recomeçaram suas atividades. Edinho foi eleito em 2016 e nenhuma ocorrência envolveu a categoria. Reeleito em 2020, mal começou o governo um incêndio avassalador acabou com o Shopping Azul em poucos minutos. Agora, Edinho volta a ter o destino das 167 famílias sob o seu comando. A conferir!

Dhoje Interior

Financiamento

Em um vídeo divulgado pela sua assessoria, Edinho Araújo diz que entrou em contado com o governo estadual para obter financiamento com o objetivo de reinstalar os permissionários do extinto Shopping Azul. O prefeito, por enquanto, não definiu o local onde os permissionários serão reinstalados. A estrutura do prédio da rodoviária, no local do incêndio, foi comprometida, portanto, estudo técnico vai apontar o que terá de fazer para recuperá-lo. “É um estudo conjunto para que tudo volte à normalidade”, finalizou.

É difícil

O governador João Doria (PSDB) reuniu ontem os ex-presidentes José Sarney (MDB), Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Michel Temer (MDB), dia em que São Paulo completou 467 anos. Fernando Collor (Pros), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, recusaram o convite. O objetivo do encontro, diz Doria, foi para incentivar a população a se imunizar contra a covid-19: “Ato não é político”. Apesar de Doria negar, o encontro foi político. FHC incentivou a tomar a vacina: “Ficar em casa, é difícil”, reconheceu.

Sessão

A Câmara de Rio Preto promove hoje a primeira sessão da atual legislatura, sob o comando do novo presidente, Pedro Roberto Gomes (Patriota). A primeira sessão vai servir para formar a composição das 23 comissões permanentes da Casa. Pedro Roberto antecipou que defende que cada membro seja escolhido de acordo com a sua vocação, a fim de realizar um bom trabalho em prol da cidade. O presidente tem razão: se for para o membro ser um peso morto, é melhor não participar de nada. Jogar pedra no telhado é mais fácil!

Impeachment

A senadora Simone Tebet (MDB) enfatizou que é contra abrir processo de impeachment no Congresso contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Não é hora de trazer problema ao País”, rechaçou. Simone está numa briga acirrada com o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) pela Presidência do Senado. Sobre conversa de bastidor de que ela é considerada “zebra” contra o democrata, a sul-mato-grossense se limitou a dizer: “Adversários tendem a diminuir o oponente”. Se vencer será a primeira mulher no comando do Senado.

Esconde

Um grupo de deputadas da bancada do Rio de Janeiro tentou esconder a companheira Flordelis acusada de mandar matar o marido, pastor Anderson do Carmo. As parlamentares pousaram para uma foto, a fim de mostrar o apoio do grupo ao deputado Arthur Lira (PP-AL) à Presidência da Câmara. Lira está atraindo deputada (o) de todas as plumagens, inclusive, Flordelis estava com um acessório a mais: uma bela tornozeleira eletrônica. Deve ser o efeito dos cargos oferecidos pelo governo Bolsonaro. Baleia Rossi (MDB) está no páreo!

Esquece

Parte da população não tem levado a sério o elevado índice de contaminação pelo coronavírus. No final de semana, mais 530 pessoas testaram positivo para covid-19, segundo boletim divulgado pela Prefeitura. Desde o começo da pandemia, 40.205 contraíram à doença e 1.018 morreram. As medidas restritivas adotadas pelo governo do estado não vão apresentar efeitos positivos, porque as festanças continuam rolando, sem nenhuma medida de segurança. Muita gente diz não temer o vírus. É uma questão de consciência… esquece!

Caixa preta

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) disse que vai abrir a caixa preta para mostrar ao País os malfeitos de cada concorrente na disputa pela Presidência em 2022. Segundo ele, o presidente Jair Bolsonaro é um “boçal, irresponsável e criminoso” e diz ter “profundo desprezo por ele”. João Doria (PSDB) também está na mira dele: “é um mentirosão, que se apresenta como gestor, mas nunca produziu nada”. “Ficou rico fazendo lobby com dinheiro público juntando empresários e políticos”. Sobre Luciano Huck, Ciro diz que ele também enricou pegando dinheiro de patrocinador, dá uma mixaria para um pobre e o resto coloca no bolso. “Não tem experiência e quer ser presidente da República”, disparou. Sérgio Moro, segundo ele, é “malandrão” por ter deixado a toga para aceitar o cargo de ministro da Justiça atrás de um cargo vitalício (no STF) e escondeu malfeitos dos filhos de Bolsonaro. “Eu vou contar a história ao País para todo mundo saber”, antecipa o morubixaba. Vídeo do pedetista com os ataques veicula na rede social.

Por Venâncio de MELLO – Redação jornal DHoje Interior