‘NOS BASTIDORES DA POLÍTICA’ – Até celebração das mães deve ser restrita devido à covid-19

Sem contraindicação

A cloroquina continua a ser a estrela de todas as conversas sobre a covid-19, mas, a rigor, tem causado muita confusão. Cientificamente nada acrescenta e pode fazer mal à saúde. A verdade é que algumas medidas são importantes: não aglomerar, lavar as mãos e evitar demonstrar muito afeto, evitar abraçar ou ser abraçado. Amanhã é celebrado o Dia das Mães, no entanto, é melhor manter o distanciamento para evitar infecção. O vírus não perde a oportunidade porque, como parasita, quer encontrar um hospedeiro para sobreviver. Diante do quadro adverso até para as celebrações familiares, com certeza, as mamães vão entender, pois amor não tem contraindicação. Na pessoa da vereadora Cláudia Giulli (MDB, foto) uma singela homenagem às mães rio-pretenses, neste período de limitações! 

Dhoje Interior

Novidade 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tem razão ao dizer que brasileiro gosta de novidade nas eleições. O senador José Serra (PSDB), cujo mandato termina neste ano, se disputar a reeleição, corre o risco de ser derrotado. Pesquisa do Instituto Paraná apontou que o tucano aparece com 8,5% na intenção de voto do eleitor. O apresentador José Luís Datena, que é a novidade, lidera com 27,2%. Só tem uma vaga! 

Agenda lotada

O encontro entre o ex-presidente Lula da Silva (PT) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), marcado para quinta-feira, não se concretizou. Pacheco alegou falta de espaço na agenda para receber o petista. Lula, no entanto, não perdeu a viagem a Brasília, por isso foi bater papo com o também ex-presidente José Sarney (MDB), na casa dele. O encontro com Pacheco deve ocorrer, mas ainda sem data definida. 

Segundo turno 

Lula da Silva se encontrou ainda com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, e com o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). A conversa foi em torno de palanques nos estados, para fortalecer a sua provável candidatura à Presidência da República. Kassab adiantou ao ex-presidente que seu partido também terá candidato ao cargo de presidente, em 2022. Lula, no entanto, disse que conta com Kassab no segundo turno. 

Terceira via

Quatro pré-candidatos na disputa pela Presidência da República devem ser protagonistas nas eleições, em 2022: Jair Bolsonaro (sem partido), Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e possivelmente João Doria (PSDB). Outros candidatos do baixo clero também vão entrar na disputa, a princípio, para fazer barulho, com pouca chance de vitória. Na política, porém, tudo pode acontecer. Quem irá protagonizar a terceira via?

Prevenção

O vereador Pedro Roberto Gomes (Patriota) se reuniu ontem com representantes da Associação Amigos dos Mananciais (AAMA), para debater o amortecimento da Floresta do Noroeste Paulista. O objetivo, diz ele, é a construção de uma estação de tratamento de esgoto para devolver, no futuro, a água nos leitos dos córregos Moraes e Biluca, próximos ao condomínio Quinta do Golfe. “Os córregos ainda não estão poluídos”, diz.

Falta educação

A Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara Federal aprovou, nesta semana, proposta que torna obrigatória a afixação de placa em estabelecimentos públicos e privados destinados ao atendimento de usuários e consumidores, com a transcrição integral do artigo 96 do Estatuto do Idoso, que determina as penalidades impostas em caso de discriminação. No Brasil, tem que ter lei para tudo. Seria a falta de educação?

Saúde pública

Foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido, foto) lei que permite que estados e municípios usem em ações de saúde, neste ano, os saldos de repasses do Ministério da Saúde de anos anteriores. A nova lei pode gerar recursos de R$ 23,8 bilhões à saúde aos estados, Distrito Federal e para os municípios. A lei também autoriza os entes federados a remanejar saldos de anos anteriores dos fundos de assistência social para ações de minimização da pandemia. O objetivo é permitir o direcionamento de recursos para o atendimento de pessoas vulneráveis, como idosos e população de rua. A proposta do Senado, sem nenhum veto do presidente, foi divulgada ontem no Diário Oficial da União.

Por Venâncio de MELLO – Redação jornal DHoje Interior