Na contramão do Estado, Acirp diz que a solução não é reduzir horário do comércio

Presidente da Acirp Kelvin Kaiser

Um dia antes de o Estado anunciar a recomendação da redução do horário de funcionamento do comércio nesta quarta-feira, o Presidente da Acirp (Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto), Kelvin Kaiser, havia dito na terça-feira (8), que tanto a Associação quanto a Prefeitura já entenderam que reduzir o horário de funcionamento dos estabelecimentos não é a solução e só causa mais aglomeração.

A declaração de Kaiser foi durante o lançamento da campanha “Você protegido, Comércio garantido”, promovida pelo Hospital de Base (HB) e Acirp. “Qualquer ação que aglomere, neste momento, não é recomendado por nós. O que a gente pede, realmente, é que os horários permaneçam grandes, que não se flexibilize esses horários. Quanto mais temos flexibilização de horários, já está comprovado e todos nós já sabemos que há mais aglomeração”, destacou.

Dhoje Interior

O Presidente da Associação ainda complementou pedindo que cada um seja fiscal do próximo. “O proprietário da loja deve ser o fiscal do consumidor e, da mesma forma, o consumidor fiscal do proprietário. Reforço que o comércio tem seguido os protocolos de maneira exemplar, mas tem algumas exceções que não estão e devem ser punidas para que o exemplo continue”.

Em relação ao número de pessoas da mesma família em um estabelecimento, Kaiser endossou o pedido de que continue assim. “Está claro que quem puder deve ficar em casa, mas, quem não puder, quem tiver que fazer compras, que vá sozinho. Tanto no comercio quanto nos supermercados”.

Por fim, Kaiser foi enfático no que diz respeito à falta de conscientização da população. “Prestes a acontecer uma terceira onda, com números altos e a população age como se a pandemia já estivesse terminado. O que não podemos, de maneira alguma, é punir todo um setor produtivo em nome de poucos que não seguem as leis. Não serão defendidos por nós”, desabafou.

Em relação à recomendação do Estado para reduzir o horário de funcionamento do comércio, a Prefeitura de Rio Preto informou que o Município segue o Plano SP em vigor até o próximo dia 14. “Não foi feito, até o momento, publicação oficial sobre mudanças no Plano”.

Por Andressa ZAFALON