Multas por farol apagado em rodovias aumentam 30%

Foto: Divulgação PRE

O número de autuações aplicadas nos seis primeiros meses deste ano já é 30% maior que de todo o ano passado.

Desde que entrou em vigor, em janeiro do ano passado, a lei que obriga os motoristas a acenderem o farol em rodovias já autuou 1.475 condutores nas rodovias da região de Rio Preto, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual. O levantamento da PRE traz números de janeiro de 2017 até julho de 2018.

Dhoje Interior

Ainda de acordo com os dados, somente no ano passado foram aplicadas 641 multas, número 30% menor que no primeiro semestre de 2018, quando foram aplicadas 834 autuações em motoristas que não usam o farol aceso em rodovias estaduais.

“A Polícia Rodoviária Estadual aumentou a fiscalização em relação aos motoristas que não acendem o farol em rodovias. Isso fez crescer o número de autuações, mas o comportamento do motorista ainda não mudou. Temos aqueles que insistem em andar com o farol apagado”, disse o Capitão Mauricio Noé Cavalari, da Polícia Rodoviária de Rio Preto.

Uma dica importante aos motoristas é que os faróis de neblina, ou de milha, não substituem a luz baixa exigida pela lei. No entanto, o motorista não precisa se preocupar em diferenciar uma rua de uma rodovia, pois apesar de a lei obrigar farol aceso em rodovias, é facultativa em ruas e avenidas.

O farol deve permanecer ligado mesmo em trechos urbanos das rodovias. A lei é bem clara ao dizer que vias não pavimentadas não são consideradas rodovias. A infração, considerada média, é passível de multa no valor de R$ 130,16, além de acrescentar quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação do condutor.

Por Bia MENEGILDO