Moradores de rua invadem escritório e conta de água ultrapassa R$ 1,2 mil

Um advogado, de 66 anos, que tem um escritório no bairro Boa Vista, esteve no Plantão Policial de Rio Preto na tarde desta segunda-feira para denunciar ter sido vítima de furto de água no estabelecimento comercial.

Segundo seu relato, moradores de rua invadem com frequência o local, à noite, para dormirem na garagem e varanda. A grade de proteção do imóvel é baixa, o que facilita o acesso.

Dhoje Interior

Além disso, eles também usariam a água e luz para suas necessidades. A vítima chegou a retirar a torneira externa, mas o grupo improvisou uma forma de extrair o líquido, gerando desperdício.

Como a última fatura veio com um valor elevado, de R$ 1.224,50, o advogado tenta negociar com a autarquia o débito. Conforme ele, seu consumo normal é o mínimo, pois usa água para fazer café, higiene e necessidades pessoais.

De acordo com o boletim de ocorrência, sempre que a PM é acionada os moradores de rua vão embora, mas retornam após a saída da viatura.

Daniele JAMMAL