Mercado de flores ganha fôlego com Dia das Mães e deve dobrar vendas

Foto Guilherme Batista

As flores são símbolos de amor e carinho e servem como presente em qualquer data, principalmente quando se trata do Dia das Mães, data em que o comércio considera como ponto forte de vendas.

Nas Floriculturas de Rio Preto o aumento na venda de flores e arranjos chega aos 100% no segundo domingo de maio. “Estamos vivendo ainda um período difícil, em que as pessoas estão economizando e, em contrapartida, o preço de tudo está subindo. Mas, Dia das Mães é uma data atípica, onde o que prevalece é a satisfação de presentearmos quem amamos”, comenta América Casagrande, proprietária da Cactus Floricultura.

Dhoje Interior

A empresária ainda complementa dizendo que “o Dia das Mães é comparável apenas com o Dia dos Namorados, em termos de vendas de flores. São as duas datas que mais vendemos”.

Na Ceagesp de Rio Preto, existe a “Feira das Flores”, que acontece de segunda a sábado rotineiramente, no entanto, a Feira estará aberta excepcionalmente também neste domingo (9), justamente por representar uma data de muitas vendas.

A proprietária da “Fina Flora”, loja que faz parte da Feira das Flores na Ceagesp, relata o quanto essa data é esperada pelos comerciantes. “Depois de mais de um ano sofrendo altos e baixos, mais baixos do que altos, agora parece que está mais perto de chegar à normalidade. A expectativa é totalmente positiva, mas ainda não atingimos os 100% comparados com os outros anos, com exceção de 2020”, explica Gislaine Ap. Munhoz.

Em 2020 a empresária vendeu 60% a menos do que qualquer outro Dia das Mães. Em 2021, comparando com um ano normal, o aumento já está beirando os 100% da normalidade. “Pra se ter uma ideia, em 2020 pedimos apenas um caminhão de flores, este ano vão ser dois, mas, se fosse um ano comum, conseguiríamos chegar em três”, ressalta Gislaine.

A Feira das Flores do Ceagesp possui mais de 100 variedades de flores e 500 variedades de plantas. Horário de funcionamento é de segunda a sexta das 7h às 17h; sábado das 7h às 13h e aos domingos não abre.

Por ser um fim de semana atípico em que é comemorado o Dia das Mães, a Feira vai funcionar no sábado(8) das 7h às 17h e no domingo(9) das 7h ás 13h.

Por Andressa ZAFALON