MAIS FERTIL – Possibilidades de engravidar mesmo com o diagnóstico de menopausa precoce

A menopausa precoce pode dificultar a gravidez das mulheres que sofrem com o problema. Contudo, não é impossível que elas se tornem mães. Apesar de, na maioria dos casos, levar à infertilidade feminina ainda assim é possível ter uma gestação segura com o quadro. O quadro de menopausa precoce manifesta sintomas semelhantes aos dos processo natural e são um importante alerta. Veja os mais comuns:

Redução da lubrificação vaginal;
Aumento de peso sem motivo aparente;
Presença de ondas de calor, principalmente no período noturno;
Irregularidade no ciclo menstrual;
Atrofia da região vaginal e do trato urinário baixo;
Dores durante o ato sexual;
Ausência de menstruação (12 meses seguidos);
Cansaço constante;
Alterações repentinas de humor;
Redução significativa da massa óssea precocemente.

Dhoje Interior

É possível uma gestação segura mesmo após esse quadro. Isso ocorre, principalmente, a partir da reprodução assistida. Com o tratamento por fertilização in vitro (FIV) com a doação de óvulos, técnica mais indicada quando há menopausa precoce.

A fecundação é feita por FIV com ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoides): cada espermatozoide é injetado diretamente no citoplasma do óvulo, aumentando, assim, as chances de uma quantidade maior ser fecundada. Os óvulos podem ser adquiridos em banco de óvulos com a seleção de gametas compatíveis com as características físicas e compatibilidade sanguínea da receptora.

Os embriões formados pela fecundação são cultivados por cinco dias em laboratório. O processo é acompanhado diariamente por um embriologista.

A transferência para o útero materno (receptora) pode ser feita em duas etapas de desenvolvimento, de acordo com cada caso: D3 ou clivagem, quando a divisão celular ainda está no início e o embrião possui cerca de 8 células, ou blastocisto, quando o embrião já está apto para implantação uterina.

Em caso de ovodoação, como a qualidade dos óvulos é melhor, a transferência é normalmente realizada na fase de blastocisto, quando a implantação também ocorre na gestação natural, por isso, há maior sincronia e chances de sucesso.

Após dez dias já é possível confirmar se gravidez foi bem-sucedida. Porém, os percentuais de sucesso da FIV por ciclo de tratamento são bastante expressivos, os mais altos da reprodução assistida.

Ao identificar os primeiros sintomas de menopausa precoce, caso você tenha interesse em engravidar, procure seu profissional de confiança para uma avaliação do quadro. Além de promover a gravidez, é também possível realizar a terapia hormonal (implantes hormonais) fora do período gestacional, de forma personalizada a fim de oferecer qualidade de vida nesta fase de climatério.

A infertilidade feminina pode ocorrer, também, como consequência de outras condições.

Por Luiz Fernando Gonçalves Borges – médico ginecologista e obstetra, pós-graduado em Reprodução Humana