Mãe vence Covid-19 após 52 dias internada e bebê nasce saudável

A dona de casa rio-pretense Gislaine Graciela Menezes Bonfim deu a luz nesta quarta-feira (3) a sua filha Ana Luísa, no Hospital Austa. O parto aconteceu depois de Gislaine ser diagnosticada com Covid-19 na 22ª segunda semana de gravidez, o que a fez ficar internada durante 52 dias, entre novembro e dezembro para vencer o vírus.

Segundo o hospital, a dona de casa, que estuda para ser técnica de enfermagem, deu entrada no Austa no dia 16 de novembro, sendo imediatamente internada em UTI, onde permaneceu 16 dias respirando com ajuda de suporte. Após 40 dias, foi transferida para a Unidade Respiratória e, no dia 6 de janeiro, recebeu alta hospitalar.

Dhoje Interior

“Cheguei no Austa com bastante dificuldade de respirar, fui para a UTI e fiquei 16 dias entubada. Saí com 30 semanas de gestação, terminei de fazer a fisioterapia em casa e nesta semana tive a Ana Luísa. Graças a Deus nem eu nem a neném ficamos com sequelas”, afirmou Gislaine.

Após 38 semanas de gestação, Ana Luísa nasceu com 2,9 quilos, esbanjando energia e saúde. “Ela chorou forte, o que deixou muito emocionados todos nós, do hospital, que acompanhamos o drama da Gislaine”, afirmou a enfermeira Helid Svazate Silva, da Unidade de Tratamento Intensivo Pediátrica do Austa.

“Agradeço muito a Deus e a equipe maravilhosa do hospital durante as duas internações. Foi o melhor parto que tive.”, declarou Gislaine, mãe de três filhos.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior