Hotéis de Rio Preto já têm procura para reservas de Natal e Ano Novo

Hotéis de Rio Preto já começam a fazer reservas para fim de ano - Foto Divulgação

Hotéis de Rio Preto já começam a ter aumento na procura e pedidos de reservas para o final de ano. Hospedagens nas datas principais e participação ceias puxam a demanda. A expectativa do setor, um dos mais afetados pela pandemia, é conseguir lotar os 40% de ocupação permitidos na atualidade.

Gerente geral do Hotel Ibis Styles Monte Líbano, localizado as margens da Rodovia Washington Luiz em Rio Preto, Fernanda Garcia diz que já teve bastante procura por hospedagens, principalmente por causa das opções de lazer que a estrutura oferece. “Já temos bastante reservas agendadas, nosso hotel é ótimo para famílias, casais e crianças que procuram por descanso, porém não podemos ultrapassar a capacidade de lotação que é de 40%”, afirma.

Dhoje Interior

Segundo ela, o perfil do cliente este ano é de pessoas ou famílias que querem descansar, um hotel temático, com piscina, salão de jogos, área kids para os pais deixar os filhos, pista de caminhada entre outras opções.

Aline Silva, responsável pelo departamento comercial do Hotel Saint Paul na Avenida José Munia no bairro Nova Redentora em Rio Preto, também informou que já tem algumas reservas para o Natal e Ano Novo – e até mesmo lista de espera para a tradicional ceia de fim de ano.“Estamos trabalhando com tarifas diferenciadas para hospedagem no Natal e Réveillon” afirma.

A gerente geral Ana Lúcia Baptista Leme, do Hotel Nacional no bairro Vila Diniz em Rio Preto, informou que para o Natal a procura está mais tranquila, porém para o Ano Novo existe bastante demanda.  “Considerando que só podemos vender o que o Decreto Local nos permite que é 40% de ocupação do hotel”, afirma.

Para Paulo Silva, presidente do Sinhores – Sindicato Patronal dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São José do Rio Preto e Região – os hotéis estão seguindo de maneira bem rigorosa as recomendações de controle à pandemia pensando no bem estar e segurança de seus hóspedes.

“Neste momento tão difícil para o setor hoteleiro, qualquer expectativa de movimentação deve ser vista com muita alegria. Apesar de ser um movimento ainda bem menor do que o que gostaríamos, sabemos que essa movimentação ajudará o setor a ganhar forças para a retomada”, afirma.

 

Janaína PEREIRA – Redação Jornal DHoje Interior