Hospital de Rio Preto é vítima de golpe eletrônico no valor de R$ 248 mil

Fachada do Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes em Rio Preto.

O Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes de Rio Preto perdeu R$248 mil na tarde desta sexta-feira (14), após sofrer um golpe aplicado pelo telefone, com autorização de acesso ao computador da entidade.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a assistente financeiro do Hospital recebeu uma ligação de um homem que se dizia ser representante do Banco do Brasil e precisava fazer uma atualização no sistema dos computadores da entidade. Desconfiada, a assistente entrou em contato com o Banco aqui em Rio Preto e falou com o gerente. O mesmo confirmou que estava ocorrendo atualizações, mas orientou que a funcionária não permitisse que o operador acessasse remotamente o computador.

Dhoje Interior

O golpista retornou a ligação e convenceu a funcionária da necessidade da atualização no sistema. Neste momento ela chamou um funcionário do T.I. (Tecnologia da Informação) para acompanhar o procedimento com o suposto representante do Banco.

Por telefone, o homem indicou ao funcionário do T.I. que entrasse em um site e digitasse um código, e assim foi feito. A tela do computador ficou azul e o bandido informou que fazia parte do procedimento.

O funcionário do T.I. percebeu que o cursor do mouse estava se mexendo sozinho e questionou o homem no telefone se o mesmo estava acessando remotamente o computador. O homem negou e em seguida avisou que as atualizações estavam concluídas e que eles precisavam esperar cerca de 30 minutos.

A assistente financeiro voltou a trabalhar em seu computador normalmente, quando foi fazer um pagamento e percebeu que tinha “sumido” da conta do Hospital a quantia de R$248 mil que havia sido transferida para uma conta de pessoa física oriunda da cidade de Samambaia, no Distrito Federal.

Imediatamente a funcionária ligou para a gerência do Banco do Brasil daqui de Rio Preto e, depois de acessar a conta, foram informados que a entidade havia caído em um golpe.

No final desta sexta-feira (14), o assistente do gerente do Banco comunicou ao Hospital que havia conseguido fazer o bloqueio do valor desviado, porém, até o momento não houve o estorno do valor transferido.

O dinheiro perdido fazia parte da verba federal para o enfrentamento da pandemia de COvid-19, por isso, a Secretaria de Saúde de Rio Preto foi comunicada do ocorrido, já que é a gestora do convênio com o Governo Federal.

A Polícia Civil vai continuar investigando o caso, que se enquadra como estelionato.

Por Andressa ZAFALON