Gestante aborta após comprar remédio pela internet

Grávida de aproximadamente 10 semanas, a estudante J.F.S., 34, deu entrada com sangramento na UPA Norte de Rio Preto, na tarde deste domingo, trazida pelo marido, o ajudante de pedreiro G.J., 44.

Transferida à Santa Casa, ela admitiu que provocou o aborto, após comprar pela internet um medicamento para interromper a gestação pelo valor de R$ 900. À polícia, J. disse que o esposo não sabia do fato.

Dhoje Interior

O delegado plantonista Allan Francisco Athayde Soares, da Central de Flagrantes, apreendeu o celular da estudante, com a finalidade de apurar a procedência do remédio. Segundo J., a negociação começou no site e foi concluída por telefone.

Por Daniele Jammal