Gestação: cada transformação merece um click

A ideia de que a fotografia de gestante passeia somente pelo registro do momento não é mais a justificativa da vez. Atualmente gestantes querem registrar cada fase de maneira poderosa, sensual, onde a beleza se revela em cada click.

Magda Pinheiros é fotógrafa há dez anos e explica as variadas experiências até chegar na fotografia de gestantes. “Na fotografia, nós passamos por transformações, então no começo eu fazia fotos de casamento, festa de 15 anos, depois me identifiquei mais com uma área. Com o passar do tempo eu tive muita procura por adulto para ensaio sensual e gestante. Hoje, o nosso objetivo é, justamente, valorizar a beleza da mulher estando grávida, então o público começou a crescer muito”, conta a fotógrafa.

Dhoje Interior

A partir desse trabalho, as mamães começaram a pedir o registro do filho. “Após os resultados, as gestantes começaram a pedir o infantil que é o ‘newborn’, foi aí que eu formei uma equipe, treinei, para que cada um entendesse a linguagem que eu queria no trabalho, qual a proposta. Então hoje nós acompanhamos todo o ciclo. A gente fotografa a vida”, afirma Pinheiros.

Grávida de 30 semanas, Rúbia Fernanda Costa está ansiosa para a chegada de Mariana, e o registro da fase está sendo aguardado por toda a família. “É um momento muito importante que fica registrado, que traz lembranças. Neste momento vivemos diferentes situações, cada dia uma emoção, então é gostoso registrar isso. É a primeira neta da família, estão todos ansiosos”, conta a gestante.

Newborn
A profissional Magda Pinheiro afirma que logo nos primeiros dias é indicado fazer as fotos. “Quanto mais cedo, mais indicado. Nós já fotografamos bebê de quatro dias, três dias. A primeira semana de vida é ideal, porque depois o bebê que vai ter cólica, terá mais chance de sentir a dor acima de dez dias. Ou seja, quanto menos tempo, menos dores, o bebê dorme mais também. E nesta fase ele vai estar com as lembranças da barriga, então nas poses ele fica mais ‘emboladinho’ mais fácil para mexer”, conta.

O tempo da sessão fotográfica com os bebês é variável. “É preciso entender que é o bebê que manda na sessão, acaba sendo um ensaio mais demorado o primeiro registro”, afirma Pinheiro.

“Tenho cliente que fotografei 15 anos, depois o casamente, a gestação e o newborn. Eu falo que a gente entra para a família”, finaliza Pinheiros.

 

Por Mariane Dias