Falta do insumo no mercado faz Santa Casa suspender tomografias com contraste

Secretaria de Saúde diz que estoque é suficiente para este mês e procura fornecedores

A Santa Casa suspendeu as tomografias de rotina, que não são urgentes, que usam contraste ionizante. Só faz tomografias de urgência, com o uso do pequeno estoque do composto que ainda tem. O baixo estoque atende apenas os casos de urgência para tomografias e angioplastias. Ela não encontra fornecedor para retomar a rotina dos dois exames.

Dhoje Interior

Em um período normal, o hospital faz entre 8 e 10 tomografias com contrastes todos os dias. Esta semana, apenas tomografias que dispensam o remédio estão sendo realizadas. Os pacientes que podem esperar têm os exames suspensos. Eles serão chamados quando o estoque voltar ao normal.

A direção informa que não encontra o produto no mercado. Os fornecedores tradicionais não têm estoque. Novos estão sendo procurados, mas segundo a assessoria do hospital o produto desapareceu do mercado. Não há previsão da volta à normalidade. A grande maioria das tomografias, no entanto, dispensa o contraste. As informações são da assessoria da imprensa.

A preocupação chegou na Secretaria de Saúde. Ela realiza mensalmente 800 tomografias. Destas, 150 com a utilização de contraste. O complexo do Hospital Dia não realiza angioplastias. Segundo a assessoria de imprensa, no momento, o município tem insumo em quantidade suficiente para este mês.

No entanto, admite que também está com dificuldade de reposição com a empresa fornecedora. Informa que iniciou todas as medidas legais para aquisição. No caso, o serviço municipal não iniciou nenhum processo para diminuir os exames que não são de urgência e prolongar o seu estoque para as urgências e emergências.

A única instituição que atende pacientes do SUS que informa não ter problema com o estoque e com o insumo e nem com a compra no mercado é o Hospital de Base (HB). “As tomografias estão sendo realizadas normalmente por aqui”. Nesta terça-feira (10), a assessoria de imprensa do hospital não conseguiu informar o número de exames que utilizam o contraste diariamente. O balanço estará pronto nesta quarta-feira (11).

O contraste

O contraste ionizante é importante em exames de órgãos abdominais, torácicos e nos vasos sanguíneos. Ele permite destaque nas estruturas e a identificação de problemas e lesões que não são observadas em raio X convencional. Nem todos os exames necessitam do contraste.

No caso da tomografia em artérias e veias, o contraste na tomografia computadorizada é ainda mais importante. Ele permite ao médico a visualização do percurso do sangue, revela desvios, obstruções e problemas que só seriam visualizados com exames invasivos.

A tomografia computadorizada é uma evolução dos exames do raio X. Na verdade, ela revela uma infinidade de camadas milimétricas dos tecidos, revelando detalhes que um raio X comum não consegue detectar.

Santa Casa e Secretaria de Saúde não deram data para que o problema seja resolvido.

Da REPORTAGEM