EUA é o principal destino das exportações de Rio Preto em setembro

Rio Preto exportou cerca de US$ 1,81 milhão durante este mês de setembro, chegando a marca de US$ 14,4 milhões no acumulado do ano. Entre os principais produtos exportados estão as miudezas comestíveis de animais, principalmente das espécies bovinas e suínas, responsáveis por 20%. Os Estados Unidos aparecem como principal comprador dos produtos rio-pretenses, sendo o destino de 24% de tudo exportado.

Outros artigos que se destacam nas exportações são os aparelhos ortopédicos (13%), preparações capilares (12%), plantas vivas (6,9%) e carroçaria para os veículos automóveis (4,9%). Outros países que se destacam como compradores das empresas de Rio Preto são Hong Kong (20%), Paraguai (9,1%), Colômbia (5,4%) e Chile (4,8%).

Dhoje Interior

As importações, entretanto, continuam com valores muito acima das exportações. Em setembro, Rio Preto importou US$ 7,41 milhões, chegando a marca de US$ 63,1 milhões. O desempenho colaborou para o déficit na balança comercial chegasse a US$ 48,6 milhões no acumulado do ano do município.

Entre os produtos mais importados estão peixes frescos ou refrigerados (40%), díodos e transistores (18%), aparelhos para interrupção de seccionamento (3,6%) e artigos farmacêuticos (2,3%). Os principais países de onde os rio-pretenses compram são Chile (41%), China (37%), Estados Unidos (7,9%), e Alemanha (2,9%).

“Rio Preto está começando a voltar a engrenar nas exportações. Devido a alta do dólar, o momento é muito propício para vender produtos para fora. Acredito que a mentalidade dos empresários da região já está mudando nesse sentido. Apesar dessa melhora, o município não deverá alcançar a maca de 2019, quando conseguiu exportar US$ 23.870.000”, afirmou Paulo Narcizo Rodrigues, proprietário da empresa Caribbean Express, especializada em comércio exterior.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior