Estação mais fria do ano começa e deve ter chuvas abaixo da média

Imagem - Divulgação

Nesta terça-feira, 21, inicia a época mais gelada do ano. O inverno, que começou a partir das 6h14 vai até às 22h04 do dia 22 de setembro, com o equinócio da primavera.

No Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil, o inverno caracteriza-se pelas temperaturas baixas, dias mais curtos e noites mais longas. As regiões Sudeste e Sul do país são as mais marcadas pelas características típicas do inverno, sendo que no restante do Brasil as temperaturas são mais equilibradas, com pouca variação térmica.

Ao longo do inverno de 2022, muitas frentes frias vão avançar pela costa do Sul e Sudeste do Brasil. Algumas poderão alcançar até mesmo o litoral leste do Nordeste. Mas apenas algumas destas frentes frias trarão massas de ar frio de origem polar, fortes e duradouras, que serão caracterizadas como ondas de frio.

A previsão da Climatempo é de que uma onda de frio passe pelo país na virada entre os meses de junho e julho. Outras duas ondas de frio devem avançar sobre o país ao longo do mês de julho: a primeira ainda dentro da primeira quinzena de julho e a segunda no final do mês.

Durante o mês de agosto, ainda há expectativa de pelo menos uma massa de ar frio de origem polar com forte intensidade, suficiente para provocar condições para geada na Região Sul e até em áreas do Sudeste.

A chance de ondas de frio em setembro é muito baixa, mas algumas massas de ar frio de origem polar ainda poderão provocar temperaturas baixas para formação de geada em pequenas áreas da Região Sul do Brasil.

Estado de São Paulo 

De acordo com o CGE – Centro de Gerenciamento de Emergências, o tempo vai mudar.  Uma massa de ar mais quente e seco passará a predominar em todo o estado de São Paulo, o que vai garantir sol, elevação da temperatura e redução dos índices de umidade. Os termômetros na capital devem oscilar entre 13°C na madrugada e 25°C à tarde.

Chuvas

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para o inverno na região sudeste indica que as chuvas devem permanecer próximas ou ligeiramente abaixo da média, porém não se descarta a ocorrência de chuvas próximas ao litoral da Região Sudeste, devido a passagem de frentes frias.

No caso das temperaturas, elas devem permanecer acima da média em grande parte da região, porém não se descarta a possibilidade de queda na temperatura média do ar devido à entrada de massas de ar frio, podendo ocorrer formação de geadas em regiões de altitude elevada, de acordo com o Inmet.

Colaborou Luiz Felipe Possani